Official website of the New England Patriots

Alguns destaques do jogo com os Bears

Os resultados não contam nesta altura do ano e por isso nos jogos de preparação a equipa técnica procura fazer juízos finais na avaliação dos muitos jogadores que ainda não têm lugar garantido no plantel. No jogo frente aos Bears vários foram os Patriots que deram um passo em frente na luta por um dos 53 lugares para a época que está prestes a começar.

Para se ter uma ideia mais exata da dificuldade em finalizar o grupo, é importante recordar que 18 jogadores não se equiparam para este jogo, um grupo que inclui alguns titulares.

Assim não participaram neste encontro os seguintes jogadores: os defensive ends Rob Ninkovich, Jabaal Sheard e Shea McClellin; o defensive tackle Alan Branch; o cornerback Logan Ryan; Tom Brady; os tight ends Rob Gronkowski e Bryce Williams; os receivers Julian Edelman, Malcolm Mitchell, Danny Amendola e Keshawn Martin; os* running backs* Dion Lewis, D.J. Foster e Donald Brown; e os offensive linemen Tre' Jackson, Shaq Mason e Sebastian Vollmer.

AJ Derby agarra a oportunidade

Rob Gronkowski e Martellus Bennett têm lugar garantido, mas há vaga para pelo menos mais um tight end e este jogo comprovou que AJ Derby, que passou 2015 na IR, está em vantagem em relação aos outros candidatos.

ap_aj_derby_2.jpg

O touchdown mesmo em cima do intervalo foi um lance importante, mas também impressionou numa receção de 26 jardas após passe de Jacoby Brissett, mesmo junto à linha lateral. Assim que recebeu o passe, foi atingido de forma violenta, mas não largou a bola. Ao todo, recebeu seis passes, totalizando 71 jardas.

Derby, que jogou a quarterback quando estava na universidade, está em disputa direta com os veteranos Clay Harbor e Bear Pascoe e os rookies (caloiros) Steven Scheu e Bryce Williams, mas parece ter ganho a dianteira nos últimos dias.

"O Derbs [AJ Derby] está a evoluir," disse Jimmy Garappolo. "Infelizmente teve uma lesão no ano passado e tudo isso, mas ele está de volta e tem feito algumas receções impressionantes nesta pré-temporada".

"O AJ tem tido vários meses sólidos e bem consistentes para nós aqui, desde a primavera ao programa do defeso, os OTA, o mini-estágio, o estágio de pré-temporada (training camp)," acrescentou Bill Belichick. "Ele aparece todos os dias, está melhor, é um jovem jogador que só joga neste lugar há pouco tempo, basicamente um ano em Arkansas, tem muito que aprender, tem um caminho a percorrer, mas tem algumas capacidades para serem trabalhadas. Ele é um jovem esperto, trabalha duro e tem melhorado. Tem feito coisas boas."

Derby mostrou-se reservado nos comentários sobre a sua situação, limitando-se a dizer: "eu estou apenas a tentar melhorar todos os dias, por isso tenho que ver o filme e ver como fiz".

"Estou-me a divertir, gosto. Eu gosto do football, por isso é bom estar de volta aos campos."

Anthony Johnson foi surpresa

O defensive tackle Anthony Johnson, na sua segunda temporada, foi uma das surpresas neste jogo. Pouco visto nos primeiros dias do estágio, pois passou algum tempo sem treinar, fazendo apenas corrida e preparação física

ap_anthony_johnson.jpg

devido a uma lesão não identificada, tem vindo a seu utilizado com mais frequência nos exercícios dos dias mais recentes e neste jogo teve a sua oportunidade graças à ausência de Alan Branch, supostamente suspenso pela equipa técnica.

E respondeu afirmativamente. Jogando a nose tackle, pressionou e derrubou o quarterback Jay Cutler, limitando Chicago a um field goal naquela série, destruiu um screen numa excelente penetração e foi bastante ativo sempre que esteve em campo. É grande (6-2, 1,87 metros, pesa 295 libras, 134 quilos), mas demonstrou bastante agilidade.

Chegou à NFL vindo da LSU em 2014, sendo escolhido pelo Miami Dolphins, por quem fez sete jogos antes de ser colocado na injured reserve (tornozelo) em Dezembro. Em 2015, assinou por Washington e foi colocado na practice squad, tendo sido dispensado em Maio, assinando pelos Patriots sete dias depois.

"Era um bom jogador quando saiu da universidade, teve um treino de experiência interessante, trata-se dum jogador que é muito diferente da maioria dos outros defensive lineman," disse Bill Belichick. "Quando assinámos (contrato) com ele, pensámos que as suas capacidades poderiam complementar alguns dos jogadores que já temos. Vamos ver como as coisas correm."

Chris Hogan tem boas mãos

Na sua estreia pelos Patriots, o receiver Chris Hogan teve quatro receções totalizando 53 jardas e ainda a conversão de dois pontos.

ap_chris_hogan.jpg

"Eu senti muitas emoções à entrada deste jogo - o meu primeiro jogo como Patriot, em casa, que foi muito divertido para mim," disse Hogan. "Eu sou emotivo no campo, por isso estava entusiasmado."
Parte deste sucesso deve-se ao bom relacionamento que tem com Jimmy Garappolo.

"Tem sido bom. Obviamente ainda temos muito trabalho (a fazer) durante o estágio," indicou Hogan. "Como sou uma cara nova, sei que tenho que ser capaz de comunicar com esta rapaziada, para que eles saibam que estamos ambos na mesma página. O Jimmy conseguiu encontrar-me um par de vezes, o que foi ótimo."

Cyrus Jones agarra o lugar 

Escolhido na segunda ronda do draft, o cornerback Cyrus Jones continua a ter melhor rendimento nos jogos do que nos treinos e nestes dois encontros de preparação conseguiu um turnover em cada jogo.

ap_cyrus_jones.jpg

Além disso, mostrou-se mais seguro nos punt returns, fase onde tem sentido dificuldades nos treinos, já que nem sempre consegue segurar a bola.

Neste jogo fez a leitura perfeita e intercetou um passe de Brian Hoyer, levando a bola até à linha de 15 jardas, de onde posteriormente os Patriots conseguiriam um dos seus touchdowns.

"Sim, (a interceção) foi uma jogada importante para nós," disse Bill Bellichick após o final da partida. "Na realidade, no football é quando tu tens a oportunidade de entrar numa boa série, é quando marcas, tens boa cobertura nos kicks, boa posição no campo, e ou recebes a bola em boa posição ou num turnover e consegues converter em pontos. Começámos a segunda parte com a bola, por isso foi mais uma oportunidade para marcar. Penso que fizemos um field goal na primeira série do terceiro período."

Tudo indica que Jones já terá assegurado um lugar no plantel, pois há mais do que uma vaga para aquela posição. Neste jogo, os outros candidatos: Cre'von  LeBlanc, que fora uma das estrelas frente a New Orleans devido a uma espectacular interceção, Jonathan Jones, Darryl Roberts e o veterano E.J. Biggers, não tiveram atuações de grande destaque.  

This article has been reproduced in a new format and may be missing content or contain faulty links. Please use the Contact Us link in our site footer to report an issue.

Advertising