Official website of the New England Patriots

replay
Replay: Patriots Unfiltered Sun Aug 02 - 12:00 AM | Mon Aug 03 - 11:59 PM

As Boas Exibições de Alguns Estreantes

Ao todo foram 18 os jogadores que no domingo fizeram o seu primeiro jogo oficial pelo New England Patriots, e alguns tiveram contribuição importante na vitória no jogo de estreia.

271e4bd69a004a5ba31476c978958409.jpg

O primeiro a destacar-se foi Chris Hogan, que assinou pelos Patriots depois de terminado o contracto com o Buffalo Bills, numa receção de 37 jardas que resultou no primeiro touchdown do jogo.

Este lance foi muito falado porque foi uma perfeita demonstração da forma como os Patriots conseguem explorar os pontos fracos da equipa adversária. Na antevisão do jogo, muitos observadores tinham sugerido que os Patriots iam tentar evitar passes para a zona onde se encontraria o All-Pro Patrick Peterson, principal cornerback dos Cardinals, e em vez disso tentariam explorar o caloiro Brandon Williams, jogador que mudara de posição na ponta final da carreira universitária na Universidade Texas A&M.

Williams sentiu imensas dificuldades na cobertura homem-a-homem durante a pré-temporada e sempre que a equipa técnica dos Patriots identifica esse tipo de fraqueza, é certo que tira proveito dela.

Aliás, até o próprio treinador dos Cardinals, Bruce Arians, havia sido algo caústico na antevisão da partida ao dizer "ele [Williams] é o melhor que temos, era bom que estivesse [preparado para o jogo]."

Mas, infelizmente para os Cardinals, Williams não estava devidamente preparado. No lance em questão, quando chegou à linha de scrimmage, o quarterback Jimmy Garoppolo demonstrou que tinha feito o trabalho de casa. Quando reparou que Brandon Williams ia fazer cobertura homem-a-homem a Hogan, de imediato gritou 'Alerta! Alerta!' e tocou no capacete, mudando assim a jogada que estava planeada. Depois do arranque de Hogan, Brandon Williams virou-se momentaneamente para olhar para Garoppolo e isso foi o tempo suficiente para Hogan se isolar. Garoppolo fez o resto, com um passe lindo que apanhou Hogan na passada, para um *touchdown *relativamente fácil, mas vistoso.

"Era cobertura homem-a-homem, cobertura de pressão no exterior, e eu sabia que o safety estava no meio do campo, por isso era provável que [o passe] viria para mim. Preocupei-me em executar a rota para estar solto," explicou Hogan.

"Na jogada com o Chris (Hogan), ele soltou-se de forma tremenda e isso tornou fácil o meu lançamento," acrescentou Garoppolo.

Hogan terminou o jogo com 3 receções em 4 passes, num total de 60 jardas, uma média de 20 jardas por receção, e um touchdown, mas aquela primeira receção abriu outras oportunidades no jogo atacante.

O colega de sector, o* rookie* Malcolm Mitchell, esteve afastado do estágio de pré-temporada durante um mês, e teve apenas duas receções para 33 jardas no seu regresso à competição, mas fez o suficiente para agradar ao treinador Bill Belichick.

"O Malcolm realmente fez muito por nós até ao jogo de New Orleans quando se lesionou naquele jogo de pré-temporada e penso que ele regressou o mais depressa possível. Ele trabalhou imenso para regressar e teve uma boa semana de treinos para nós na semana passada, antes do jogo do Arizona," revelou Belichick. "Ele tem feito um bom trabalho para nós. Obviamente é por isso que o mantivemos na equipa."

Martellus Bennett Brilha nos Bloqueios

Finalmente, no setor atacante há que destacar o tight end Martellus Bennett. 

As estatísticas por vezes enganam, como foi o caso em relação a Bennett. Apenas três receções, num total de escassas 14 jardas, sugerem que Bennett fracassou na tentativa de substituição do lesionado Rob Gronkowski, mas o certo é que Bennett esteve em campo durante 97,2 por cento das jogadas ofensivas [snaps], 69 de 71, principalmente para bloquear.

Ele foi o principal bloqueador para LeGarrette Blount, que obteve a maioria das suas 70 jardas correndo atrás de Bennett, e mesmo o quarterback Jimmy Garoppolo pode estar agradecido pela proteção proporcionada por Bennett, um 'gigante' de 6 pés-6 (1,98m) que pesa 275 libras (125 quilos). 

"Eu estava apenas a tentar dar-lhes uma coça o dia todo," disse Bennett em declarações prestadas ao Boston Herald. "Gosto de ser o tipo de pessoa que quando tu a vês ficas a pensar 'maldito, lá vem ele outra vez.' Foi esse o meu trabalho (no domingo), proteção no passe e bloquear na bola corrida. O que quer que seja, penso que sou capaz de fazer muitas coisas diferentes.  

"Cada semana vai ser diferente para mim. Uma semana, receber 10 bolas. Uma semana, posso bloquear 75 jogadas de bola corrida. Realmente não faz diferença. Eu estou apenas a tentar fazer o melhor que puder para ajudar a equipa."

Chris Long é um monstro

1154250be434498da473186f44154d9d.jpg

Depois de oito temporadas, algumas brilhantes, Chris Long foi dispensado pelo Saint Louis Rams em Fevereiro. Assinou pelos Patriots no mês seguinte e a única dúvida que existia a seu respeito era saber ao certo se as lesões que o afetaram nas duas últimas temporadas significavam o fim da carreira, ou se ainda havia alguma reserva no tanque. A exibição de domingo sugere que os Patriots foram buscar mais uma pérola.

Passou o jogo a perseguir o quarterback Carson Palmer, foi creditado com um sack, e esteve em 39 das 71 jogadas [snaps] defensivas, segundo maior total, atrás apenas de Jabaal Sheard, que esteve em 44.

Em certas jogadas mostrou o arranque explosivo que o tornou num jogador temível quando estava com os Rams, e acabou o seu primeiro jogo pelos Patriots com três tackles, um sack, um quarterback hit e duas quarterback pressures.

"Eles [Cardinals] têm uma grande equipa e mesmo quando eles estão fora de ritmo, estão em ritmo. Eles têm tantas armas. Por isso tens de ficar em cima deles para tentar obrigá-los a fazer* field goals*. Eles têm uma tonelada de armas. Foi uma vitória coletiva. Todos fizeram a sua parte," disse Long no final do jogo.

Coleman em grande destaque

O cornerback Justin Coleman também deu indicações de ser um bom reforço para a secundária. Esteve em 40 snaps defensivas e foi creditado com dois passes defendidos, um dos quais de maior importância, num passe longo destinado a John Brown, numa terceira descida perto do intervalo que obrigou os Cardinals a fazer mais um punt.

"Foi uma boa jogada," disse Bill Belichick na conferência de imprensa pós-jogo. "E a outra no final do jogo onde eles, pareceu-me, estavam a tentar correr com a bola para ficar mais perto para um field goal, e nós fizemos recuar os nossos safeties para defender a bola corrida; o [Carson] Palmer fez o passe para o exterior e o Coleman fez essa jogada, foi mais uma grande jogada porque parou o relógio, algo que funcionou um pouco a nosso favor naquela altura do jogo e impediu que ganhassem qualquer jarda. Foi um grande desvio, e penso que muito provavelmente desencorajou o Palmer de tornar a tentar fazer isso, foi pois uma jogada decisiva para nós."

Em resumo, boas estreias

This article has been reproduced in a new format and may be missing content or contain faulty links. Please use the Contact Us link in our site footer to report an issue.

Advertising