Official website of the New England Patriots

replay
Patriots Replay Thu May 28 | 12:00 AM - 11:55 AM

As diferenças nos Patriots para o segundo jogo contra Buffalo

Foi realmente daqueles jogos em que as coisas começam mal e nunca mais se endireitam.

Buffalo ganhou o lançamento da moeda ao ar e preferiu permitir que fosse o ataque dos Patriots a começar o jogo. Os problemas começaram logo aí, pois o rookie Cyrus Jones, depois de alguma hesitação, decidiu tentar retornar o kickoff. Má decisão, pois foi derrubado na linha das 9 jardas dos Patriots.

E na primeira jogada do jogo os fãs dos Patriots foram do céu ao inferno. O passe de Jacoby Brissettpara Julian Edelman levou a bola até à linha de uma jarda do Buffalo Bills. Mas, quando Edelman arrancava em direcção à end zone, a bandeirinha amarela de um dos juízes caiu no relvado. Mau sinal. Falta contra os Patriots, holding de Chris Hogan e bola devolvida até á linha de 5 jardas dos Patriots.

A partir daí tudo correu mal à turma da casa, que acabaria por perder, por 16-0, a primeira vez que o ataque ficava em branco, em Foxboro, desde a derrota, por 6-0, frente aos New York Jets a 28 de Novembro de 1993.

Mas, no domingo tudo vai ser diferente. É que nesse jogo em Outubro, o quarterback dos Patriots foi Jacoby Brissett, que por sinal até estava lesionado e cinco dias depois foi colocado na lista injury reserve. Tom Bradye Rob Ninkovich estavam a cumprir o seu último jogo de suspensão, Rob Gronkowski começava a dar os primeiros passos na sua recuperação. Enfim, eram muitas baixas entre os jogadores mais importantes da equipa.

REX RYAN FALA DO REGRESSO DE TOM BRADY

Desde que regressou à equipa, Tom Bradycompletou 76 de 101 passes (75,2%), totalizando 1.004 jardas, oito touchdowns, zero interceções e um* passer rating* de 132.6. O seu melhor rendimento nesta área foi em 2007, na tal temporada em que os Patriots chegaram invictos à final. Nesse ano teve uma média de 117,2.

Nestes três jogos desde o regresso de Tom Brady, os Patriots derrotaram os seus três adversários pela margem de 95-46.

E, claro, o treinador Rex Ryan decerto ainda está recordado do último jogo que Tom Brady fez em Buffalo. Foi a 20 de Setembro de 2015, na segunda jornada, quando totalizou 466 jardas e três* touchdowns *na vitória por 40-32.

Aliás, na sua carreira, Brady só perdeu por três vezes nos 28 jogos contra Buffalo, totalizando 62 passes para touchdown, o maior número consentido pelos Bills contra qualquer adversário.

"[Tom Brady] é bom demais," disse Ryan durante a conferência de imprensa de quarta-feira. "Se ele pudesse apenas estar sentado, sem ninguém que o desafiasse, mesmo assim é suficientemente difícil encontrar algo que ele nunca tenha visto, é mesmo impossível encontrar algo que ele nunca tenha visto antes."

Para Rex Ryan, nem a suspensão nem a idade, pois Brady já fez 39 anos, parecem ter afetado o rendimento do *quarterback *dos Patriots.

Não sei se alguma vez o vi jogar melhor," acrescentou Ryan. "Ele já joga nesta liga há 17 anos, 18 anos, algo do género. Tu sabes, obviamente, que ele faz o trabalho e tudo o mais, e isso é um verdadeiro crédito para ele. Fico a pensar que se eu ficar muito mais tempo [a treinar] nesta conferência, talvez ele se aposente, mas eu não estou a ver isso acontecer tão cedo."      

Para o defensive tackle Marcell Dareus, que está recuperado da lesão e regressa à equipa para este jogo, é difícil não considerar Tom Brady o melhor quarterback de todos os tempos pois "parece que ele joga o mesmo todos os anos. Ele é um jogador muito bom. Eu adoro jogar contra ele. Ele é o tipo de competidor como eu sou. Gosto de ir para o campo e mostrar-lhe o [valor] que eu tenho. Nem posso esperar para o ver. É bom vê-lo do outro lado do campo, a tentar fugir de mim."

 Tyrod Taylor, o quarterback dos Bills, considera que Tom Brady "é um dos melhores – se não mesmo o melhor – quarterback que jamais jogou este jogo. Quando mais tempo conseguirmos manter a bola fora das mãos dele, melhor para a nossa equipa."

Por sua vez, o treinador dos Patriots,Bill Belichick, tentou minimizar o impacto do regresso de Tom Brady.

"Vamos ver," disse Belichick. "Sabemos que vai ser um grande desafio lá em Buffalo. É sempre um jogo difícil contra os Bills e eles estão a jogar muitíssimo bem. Têm muitos jogadores bons e têm obviamente um bom esquema [tático]. Vai ser um desafio para nós."

"Este é um desporto coletivo. Competimos como uma equipa, ganhamos como uma equipa, perdemos como uma equipa, por isso procuramos competir ao nosso melhor nível cada semana contra todos os adversários diferentes que enfrentamos, e depois de enfrentarmos um [adversário] viramos a página e seguimos para o próximo", acrescentou Belichick. "Então é onde nós estamos esta semana. É sobre a nossa equipa a competir e a ter o melhor desempenho possível em Buffalo, no domingo. É nisso que realmente estamos focados esta semana."

ROB NINKOVICH REGRESSA À DEFESA

No primeiro jogo, a defesa dos Patriots sentiu imensas dificuldades em conter LeSean Mc Coy, que conseguiu 70 jardas em 19 corridas e mais 38 jardas em seis receções. Permitiu avanços importantes que mantiveram vários drives em movimento. Caso consiga recuperar da lesão, vai tornar a ser uma grande complicação para a defesa dos Patriots.

Mas, desta feita, o setor defensivo já vai poder contar comRob Ninkovich, presença importante pois o linebacker tem um bom reconhecimento das jogadas terrestres que procuram avançar pelas faixas laterais. A sua experiência, só por si, poderá limitar os estragos provocados por McCoy.

"O Rob [Ninkovich] tem muita experiência", explicou Matt Patricia, coordenador defensivo dos Patriots. "Joga no lugar há algum tempo. A experiência é um fator importante a ajudar a reconhecer e decifrar esses tipos de jogadas e os cenários que surgem [durante o jogo]. Certamente é algo que ele pode recordar dos anos em que tem jogado no nosso sistema e a compreensão de como precisamos de jogar naquelas jogadas, e a forma como precisamos de estar posicionados em campo."

"A sua capacidade de liderança é evidente no campo," disse o quarterback dos Bills, Tyrod Taylor, que decerto vai ter que lidar com Ninkovich várias vezes no domingo. "Que tipo de jogador é, o que traz para o campo. No que se refere à forma como todos os jogadores se alinham e comunicam, ele é definitivamente um dos jogadores que aparentam ser o quarterback da defesa."

"Ele é um jogador inteligente. Ele está sempre no lugar certo na hora certa. Também faz um bom trabalho de espionagem," acrescentou Taylor. "Estabelece a linha limite, e em relação à comunicação na defesa, como eu disse anteriormente, ele coloca os jogadores em campo no lugar certo e limita a falta de comunicação. Ele é definitivamente um jogador a quem tu tens que prestar atenção quando estás a ver o filme [dos jogos] e quando estás em campo."

Em termos de estatísticas, a defesa dos Patriots tem sido das melhores da NFL. É a quarta melhor em pontos consentidos (15,9 por jogo), apesar de permitir aos ataques adversários uma média de 351 jardas por jogo. No jogo aéreo é vigésima (258,7 jardas por jogo), mas no jogo terrestre é décima primeira (92,3 jardas por jogo). Em parte, o consentimento de tantas jardas no jogo aéreo deve-se ao fato da equipa estar quase sempre em vantagem nos jogos e como tal na ponta final há a tendência de defender o resultado, permitir avanços desde que não resultem em pontos, dentro da tal filosofia de "torcer, mas não quebrar."     

Quem não está totalmente convencido é Bill Belichick.

"Não temos consentido muitos pontos," disse Belichick. "Temos muitas coisas que podemos fazer melhor. Vamos continuar a trabalhar para melhorar nesse aspeto."

Quando lhe perguntaram em que áreas é que a defesa pode melhorar, Bill Belichick foi taxativo respondendo "em todas".

Já Rex Ryan parece estar mais bem impressionado com o setor defensivo dos Patriots.

"Estão em quarto lugar na liga em pontos consentidos," explicou Ryan. "Essa é a estatística mais importante que existe. Eles jogam muito bem em conjunto na defesa. Eles têm facetas múltiplas naquilo que fazem, e isso não surpreende pois trata-se duma equipa de Bill Belichick."

This article has been reproduced in a new format and may be missing content or contain faulty links. Please use the Contact Us link in our site footer to report an issue.

Advertising