Official website of the New England Patriots

Conforme se previa, o jogo corrido foi decisivo

dion-lewis 113016.jpg

"Foi ótimo vê-lo [Dion Lewis] a fazer as fintas de corpo que estamos habituados a ver," disse Tom Brady no final do jogo. "É o que acontece quando se regressa de algumas lesões complicadas. Demora algum tempo a adaptar-se. Ele tem feito um grande trabalho para nós."

"Ele tem passado por muitas coisas," acrescentou Nate Solder. "Isto é uma prova de como ele trabalha arduamente e o tipo de pessoa que ele é. Ele é um bom colega de equipa."

Dion Lewis mostrou-se algo reservado nos seus comentários, começando por dizer que "foi uma grande vitória para a equipa. Estou feliz por poder ajudar a minha equipa a sair por cima com uma vitória."

Em relação ao aumento gradual no número de jogadas em que tem vindo a participar nos jogos, Lewis explicou que "todas as semanas tenho que me preparar como se for eu a ser o [running back] principal, seja qual for a situação, eu vou estar sempre pronto. Aconteceu que [hoje] foi o meu dia."
Foi evidente que Dion Lewis está a melhorar dia para dia.

"Estou realmente melhor todas as semanas. Só tenho que continuar a trabalhar, continuar a insistir e cuidar do meu corpo, e espero que possa continuar a melhorar todas as semanas," disse Lewis. "Eu só quero jogar. Isso é o que eu adoro fazer: jogar football, por isso jogar é uma bênção para mim."

A subida de forma de Dion Lewis é uma excelente notícia para os Patriots, pois este trio de running backs possibilita uma imensidade de opções para Josh McDaniels, o coordenador ofensivo do New England.

"Penso que todos eles jogaram muito bem," comentou o* wide receiver *Chris Hogan. "O Dion [Lewis], o LeGarrette [Blount], o James [White] todos jogaram bem. Eles são uma parte muito valiosa deste ataque porque eles podem fazer muitas coisas com a bola nas suas mãos. Tiro o chapéu à nossa linha ofensiva. Eles bloquearam muito bem. Hoje tivemos muitas jogadas positivas e não se pode recuar. Ficou-se realmente a dever aos bloqueamentos deles."

E na realidade a linha ofensiva teve excelente desempenho neste jogo.
"Eles [a linha ofensiva] fizeram um grande jogo," disse Tom Brady. "Corremos muito bem com a bola, tanto o LeGarrette [Blount] como o Dion [Lewis]. A proteção nos passes foi excelente. Eles fizeram um ótimo trabalho. Eles têm feito um grande trabalho durante toda a temporada, por isso temos que continuar assim."

cbed2a64a5e845a5a1d24b7f1ad12420.jpg

Na antevisão do jogo, os defesas do Denver Broncos não se cansaram de falar sobre a necessidade de anular o jogo terrestre dos Patriots para poder ganhar o encontro. Sabiam que os Patriots iam tentar estabelecer o seu jogo corrido, prepararam-se para o enfrentar, mas mesmo assim não conseguiram impedir que Dion Lewis e LeGarrette Blount conseguissem controlar a partida com os seus transportes.

E na realidade as estatísticas sugeriam que para os Patriots essa seria uma boa forma de pontuar frente a Denver. À entrada para este jogo, a defesa da turma da casa aparecia em vigésimo nono lugar, pois nos primeiros 13 jogos os seus adversários conseguiram 1,654 jardas e 12 touchdowns em 390 corridas, uma média de 4,2 jardas por cada jogada. Na semana passada o Tennessee Titans usou o jogo terrestre para acumular 180 jardas, e conseguiu uma vitória tangencial, 13-10.

1000x380_2016_legarrette_blount_white_2.jpg

Em contra partida, os Patriots estavam na sétima posição no jogo terrestre com uma média de 115,5 jardas por encontro, liderados por LeGarrette Blount, que estava em quinto lugar na NFL com 1.029 jardas. Além disso, os Patriots haviam acumulado pelo menos 133 jardas em cinco jogos, e haviam ultrapassado as 160 jardas por três vezes.

"O jogo aéreo deles é tão forte que prepara terreno para o jogo corrido e depois prepara terreno para o jogo aéreo, por isso temos que estar sempre cientes do passe. Penso que eles utilizam uma boa combinação [entre os dois sistemas]," disse Wade Phillips, coordenador defensivo de Denver, na antevisão do jogo.

"Eles estão a bater [os adversários]. É muito, muito impressionante como eles avançam a bola no jogo terrestre," acrescentou o treinador Gary Kubiak na análise ao encontro. "O LeGarrette (Blount) é excecional, eles são bons na frente, de repente no meio do jogo eles fazem entrar dois (tight ends), três (tight ends) e alinham e empurram a bola contra ti."

DION LEWIS É TITULAR

Portanto, Denver estava preparado para o jogo corrido. Mas, já deveria ter aprendido que os Patriots não são uma equipa convencional, cada jogo tem um plano, uma tática diferente. E no domingo à tarde a tendência manteve-se pois LeGarrette Blount, que tem sido a arma principal no jogo terrestre, ficou no banco no início do encontro, surgindo Dion Lewis a iniciar a partida junto a Tom Brady.

0c61f999b0d04cb6845018ea53f55e3b.jpg

Ou seja, em vez de enfrentarem um running back forte, grande e poderoso, apareceu à defesa de Denver alguém com uma agilidade, rapidez e velocidade incríveis.

Curiosamente, a estratégia até nem deu resultado nas primeiras séries. Com Lewis no jogo corrido e James White como alvo principal no jogo aéreo, o ataque dos Patriots não conseguiu descer no terreno e chegou ao fim do primeiro período sem conseguir marcar, com Tom Brady a falhar os seis passes que tentou, algo que aconteceu apenas pela terceira vez na sua carreira.

Mas, como a defesa estava a fazer a melhor exibição da temporada, o plano de jogo manteve-se. Depois de recuperarem a bola num* fumble* de Jordan Norwood, os Patriots adiantaram-se no marcador graças a um* field goal* de Stephen Gostkowski.

Na ponta final do primeiro período o ataque de Denver começou finalmente a acertar. Um field goal de Brandon McManus empatou o jogo, 3-3. Na série seguinte, o quarterback Trevor Siemian em 10 jogadas levou a bola até à linha de 14 jardas dos Patriots e pareceu bem encaminhado para colocar os Broncos em vantagem.

Mas, na primeira jogada do segundo períodoLogan Ryan intercetou um passe destinado a Emmanuel Sanders e levou a bola até às 46 jardas de Denver. Assim, em vez de termos Denver em vantagem e por cima no jogo, acabámos por ter uma nova oportunidade para Tom Brady.

O primeiro passe completado por Tom Brady encontrou Julian Edelmane cobriu 17 jardas. Depois duma falta ter anulado um transporte de 10 jardas de LeGarrette Blount, seguiram-se mais dois passes para Edelman, para 25 jardas. Pressionado, Brady escapou e lançou 13 jardas para James Develin. E Blount concluiu a série com corrida de uma jarda, atingindo assim o seu décimo quinto touchdown da temporada, o que passa a ser o novo record dos Patriots.   

Em vantagem, com a defesa a continuar a jogar como ainda não se tinha visto este ano, o ataque dos Patriots manteve a mesma estratégia até final e foi acumulando jardas no jogo terrestre, o que permitiu não apenas segurar a vantagem, mas também fazer passar o tempo.

Nas estatísticas finais, o tempo de posse de bola foi favorável aos Patriots, 33:36 a 26:24; a conversão de terceiras descidas também, 29%-17%; jardas acumuladas, 313-309 e jogo terrestre, 136-58.

Dion Lewis acabou por ser a arma principal no jogo terrestre, acumulando 95 jardas em 18 corridas, uma média de 5,3 jardas por transporte, enquanto LeGarrett Blount foi limitado a 31 jardas nos seus 17 transportes, uma média de apenas 1,7 jardas por corrida.

"Foi difícil. Eles têm uma boa defesa contra a bola corrida. Eles estão bem treinados," respondeu Bill Belichick após o final da partida quando lhe perguntaram se estava satisfeito com o equilíbrio mostrado pelo seu ataque entre os transportes e os passes. "Hoje foi disso que precisávamos e conseguimos algumas jardas difíceis. O D.J. [Foster], o 'LG' [LeGarrette Blount] e os jogadores da frente [linha ofensiva]. Não tivemos muitas jogadas negativas no jogo corrido, não tivemos muitas jogadas negativas, ponto final. Foi muito diferente da última vez que jogámos contra eles."

A MELHOR EXIBIÇÃO DE DION LEWIS ESTA TEMPORADA

Para o sucesso do jogo terrestre foram essenciais as exibições da linha ofensiva e também a inspiração de Dion Lewis. No tal jogo do ano passado mencionado por Bill Belichick, Dion Lewis estivera ausente devido a lesão e a linha ofensiva tinha sido totalmente inoperante perante a pressão da defesa dos Broncos.

dion-lewis 113016.jpg

"Foi ótimo vê-lo [Dion Lewis] a fazer as fintas de corpo que estamos habituados a ver," disse Tom Brady no final do jogo. "É o que acontece quando se regressa de algumas lesões complicadas. Demora algum tempo a adaptar-se. Ele tem feito um grande trabalho para nós."

"Ele tem passado por muitas coisas," acrescentou Nate Solder. "Isto é uma prova de como ele trabalha arduamente e o tipo de pessoa que ele é. Ele é um bom colega de equipa."

Dion Lewis mostrou-se algo reservado nos seus comentários, começando por dizer que "foi uma grande vitória para a equipa. Estou feliz por poder ajudar a minha equipa a sair por cima com uma vitória."

Em relação ao aumento gradual no número de jogadas em que tem vindo a participar nos jogos, Lewis explicou que "todas as semanas tenho que me preparar como se for eu a ser o [running back] principal, seja qual for a situação, eu vou estar sempre pronto. Aconteceu que [hoje] foi o meu dia."
Foi evidente que Dion Lewis está a melhorar dia para dia.

"Estou realmente melhor todas as semanas. Só tenho que continuar a trabalhar, continuar a insistir e cuidar do meu corpo, e espero que possa continuar a melhorar todas as semanas," disse Lewis. "Eu só quero jogar. Isso é o que eu adoro fazer: jogar football, por isso jogar é uma bênção para mim."

A subida de forma de Dion Lewis é uma excelente notícia para os Patriots, pois este trio de running backs possibilita uma imensidade de opções para Josh McDaniels, o coordenador ofensivo do New England.

"Penso que todos eles jogaram muito bem," comentou o* wide receiver *Chris Hogan. "O Dion [Lewis], o LeGarrette [Blount], o James [White] todos jogaram bem. Eles são uma parte muito valiosa deste ataque porque eles podem fazer muitas coisas com a bola nas suas mãos. Tiro o chapéu à nossa linha ofensiva. Eles bloquearam muito bem. Hoje tivemos muitas jogadas positivas e não se pode recuar. Ficou-se realmente a dever aos bloqueamentos deles."

E na realidade a linha ofensiva teve excelente desempenho neste jogo.
"Eles [a linha ofensiva] fizeram um grande jogo," disse Tom Brady. "Corremos muito bem com a bola, tanto o LeGarrette [Blount] como o Dion [Lewis]. A proteção nos passes foi excelente. Eles fizeram um ótimo trabalho. Eles têm feito um grande trabalho durante toda a temporada, por isso temos que continuar assim."

cbed2a64a5e845a5a1d24b7f1ad12420.jpg

"A defesa jogou bem e as equipas especiais jogaram bem. Conseguimos converter algumas terceiras descidas e manter a posse de bola. Penso que essas foram algumas das jogadas mais importantes do jogo," acrescentou o tackle Nate Solder, um dos líderes da linha ofensiva.

"Deixámos [a defesa] descansar um pouco. Eles estavam a jogar tão bem. Continuámos a receber a bola e tínhamos pontos suficientes para segurar a vantagem. Não era esse o objetivo, mas conseguimos fazer isso devido à vantagem que tínhamos."

E realmente o mais importante foi mesmo vencer o jogo. A nota artística poderá não ter sido muito elevada, mas a vitória trouxe mais um título.

"Em última análise [ganhar], é o mais importante," concluiu Tom Brady. "Estamos sempre a tentar encontrar maneiras diferentes para avançar com a bola e penso que nós fizemos um trabalho decente com isso. Por vezes houve erros auto infligidos que causaram alguns problemas ao ataque, mas parece-me que estivemos bem nos *turnovers *e na posição no terreno. Isso cria dificuldades à outra equipa. Também já estivemos do outro lado. É assim que funciona."

"A defesa jogou bem e as equipas especiais jogaram bem. Conseguimos converter algumas terceiras descidas e manter a posse de bola. Penso que essas foram algumas das jogadas mais importantes do jogo," acrescentou o tackle Nate Solder, um dos líderes da linha ofensiva.

"Deixámos [a defesa] descansar um pouco. Eles estavam a jogar tão bem. Continuámos a receber a bola e tínhamos pontos suficientes para segurar a vantagem. Não era esse o objetivo, mas conseguimos fazer isso devido à vantagem que tínhamos."

E realmente o mais importante foi mesmo vencer o jogo. A nota artística poderá não ter sido muito elevada, mas a vitória trouxe mais um título.

"Em última análise [ganhar], é o mais importante," concluiu Tom Brady. "Estamos sempre a tentar encontrar maneiras diferentes para avançar com a bola e penso que nós fizemos um trabalho decente com isso. Por vezes houve erros auto infligidos que causaram alguns problemas ao ataque, mas parece-me que estivemos bem nos *turnovers *e na posição no terreno. Isso cria dificuldades à outra equipa. Também já estivemos do outro lado. É assim que funciona."

This article has been reproduced in a new format and may be missing content or contain faulty links. Please use the Contact Us link in our site footer to report an issue.

Advertising