Official website of the New England Patriots

replay
Replay: Patriots Unfiltered Mon Jun 01 | 12:00 AM - 11:59 PM

Exibição de Tom Brady deixa Rex Ryan desanimado

A sua equipa entrou em campo esperançada numa vitória que relançasse a luta pelo primeiro lugar na série, mas a exibição de Tom Brady e a forma como este conseguiu desmantelar por completo a sua defesa deixou Rex Ryan, treinador do Buffalo Bills, profundamente desanimado.

8ce5c28c0f52466bb6f5c3da688fc6dc.jpg

E até parece que ele já estava a adivinhar o que se iria passar neste jogo pois na antevisão da partida, na quarta-feira, Rex Ryan tinha dito que Tom Brady"é bom demais" e tinha previsto grandes dificuldades porque "é suficientemente difícil encontrar algo que ele [Brady] nunca tenha visto, é mesmo impossível encontrar algo que ele nunca tenha visto antes."

E o certo é que o esquema montado por Rex Ryan e pelo irmão, Rob, o coordenador defensivo dos Bills, nada fez para surpreender Tom Brady, que registou no domingo à tarde a sua vigésima sexta vitória sobre Buffalo, contra apenas três derrotas, igualando assim uma marca da NFL, do número máximo de vitórias sobre uma franquia. As 26 vitórias de Brady sobre Buffalo igualaram o máximo que era pertença exclusiva de Brett Favre, que tinha 26 triunfos sobre Detroit, mas com nove derrotas.

A categórica exibição de Tom Brady trouxe igualmente outros dados interessantes. Assim, o passe para Chris Hogan --curiosamente um receiver que assinou pelos Patriots precisamente porque Buffalo entendeu não renovar contrato com ele --, perto do final do primeiro período e que na altura aumentou a vantagem dos Patriots para 14-3, permitiu que Tom Brady igualasse Steve DeBerg no segundo lugar da lista de passes para touchdowns para o maior número de jogadores. Ao todo já são 62 os jogadores que receberam passes para touchdown de Tom Brady. O único quarterback que fez passes para mais jogadores foi Vinny Testaverde, que os distribuiu por 70.

ee0ef4d738b04a78ae888b5c2d75c239.jpg

Uma vez mais Tom Brady não teve interceções e o passe para Rob Gronkowski, que estabeleceu o novo record do New England Patriots para touchdowns, permitiu que este duo subisse ao sexo posto na lista, estando agora a cinco de alcançar a ligação Peyton Manning-Reggie Wayne.

E neste jogo, Tom Brady converteu 9 das 13 terceiras descidas, em direção aos 41 pontos marcados.

Nos quatro jogos desde o seu regresso, Brady completou 73 por cento dos seus passes, com* passer rating* de 133,9, 12 touchdowns e zero interceções.

Por tudo isto não admira que Rex Ryan tenha surgido na sala de imprensa com o semblante carregado e profundamente desanimado.

"Hoje ganhou a melhor equipa, sem dúvida," começou por dizer Rex Ryan. "Cometemos muitos erros, erros que não cometemos durante toda a temporada e contra um tipo como o (Tom) Brady, ele faz-te pagar sempre que cometes um erro, e sabíamos isso à entrada no jogo, ele foi fiel à forma. Mas, de qualquer forma, não merecíamos. Os Patriots mereceram e ganharam o jogo, sem dúvida."

Esta declaração de abertura levou o jornalista a perguntar se a derrota não teria mesmo estragado a temporada da equipa de Buffalo, ou se pelo menos não a afastou de qualquer possibilidade de ganhar a série, a AFC East.

"Estamos a meio da época, mas penso que na série, penso que não é realista pensar que vamos ganhar a nossa série, acabámos de perder …a quantos jogos é que ficamos deles agora? A três? Não vejo isso mudar," reconheceu Ryan.

Sobre Brady, Ryan disse que não se lembrava de "o ver [a Brady] jogar assim tão bem. Talvez uma outra vez me tenha batido assim de forma tão doida, mas não me lembro dum dia assim."

Devido à derrota, Ryan reconhece que o melhor que Buffalo poderá fazer será lutar um dos lugares de repescagem [wild-card], uma vez que "aquela equipa [os Patriots] tem três jogos de avanço sobre nós a meio da época e só sofreu uma derrota. E o número 12 [Tom Brady] está de regresso, por isso não estou a ver isso [ganhar a série] a acontecer. Gostava de estar enganado."

O defensive tackle Marcell Dareus concordou com o seu treinador. Quando lhe perguntaram o que é que acontece quando não se faz uma exibição perfeita contra Tom Brady, Dareus respondeu: "tu perdes".

Por sua vez, Tom Brady não quis entrar em euforias.

"Ainda é muito cedo. Temos um longo caminho a percorrer," avisou Brady. "Penso que o 7-1 [7 vitórias, 1 derrota] é bom, mas o treinador sempre diz que sete vitórias não nos levam a lado nenhum nesta liga, e ele tem razão, ainda há muito football pela frente. Agora é que se começa a ficar com a sensação de que estamos na temporada do football."

ALGUNS PROBLEMAS

Apesar da vitória, nem tudo correu bem aos Patriots.

1d5bde7fcfed4cc4b2e6585ef9e5bd07.jpg

Na posição de corner back, houve o lado bom, e o lado que preocupa. Assim, Malcolm Butler confirmou que está a subir de forma e confirma-se como número 1 nesta posição. Dos seis passes que vieram na sua direção, apenas dois foram completados, totalizando escassas 15 jardas.

"O Malcolm tem estado bem nos treinos nas últimas três semanas, e tem tido exibições muito sólidas," disse o treinador Bill Belichick após o final do jogo em Buffalo.

O problema está no outro lado. Quem é que vai agarrar o lugar para jogar no lado oposto a Butler? Até agora ninguém ainda conseguiu dar a resposta adequada.  

Eric Rowe, obtido ao Philadelphia Eagles a 7 de Setembro, substituiu Logan Ryan e foi titular pela segunda semana consecutiva, mas teve imensos problemas neste jogo. Foi penalizado três vezes, incluindo por pass interference quando agarrou Justin Hunter na faixa esquerda, numa terceira descida e 12, uma penalidade que custou 29 jardas e pouco depois resultaria num touchdown. Quando pouco depois foi penalizado por contato ilegal, foi relegado para o banco, por troca com Justin Coleman, que tem andado dentro e fora da titularidade devido a exibições irregulares e também cometeu uma falta penalizada.

Depois de regressar ao campo, Rowe tornou a ser apanhado em situação de pass interference quando tentava cobrir Robert Woods.

Quem se esperava estivesse já de pedra e cal neste lugar é o rookie Cyrus Jones, escolha de segunda ronda no draft deste ano. Mas, desde a expulsão frente a Cleveland e depois de algumas decisões menos acertadas no retorno de* kickoffs*, nunca mais se equipou. Não está lesionado, mas nem sequer tem sido convocado, o que não deixa de ser preocupante.

É, portanto, uma das posições que continua à procura de solução.

A linha ofensiva também teve um dia complicado, pois Tom Brady foi bastante pressionado, sofreu cinco sacks e foi atingido várias outras vezes. Além disso, o jogo terrestre foi muito pouco produtivo e LeGarrette Blountfoi limitado a 41 jardas em 16 corridas, uma média de apenas 2,6 jardas por corrida.

As substituições no setor defensivo também conheceram uma fase de desacerto. A certa altura a equipa foi penalizada por ter 12 jogadores em campo, depois tornaria a ser penalizada pelo mesmo motivo se o treinador Bill Belichick não tivesse notado que se estava a passar, acabando por pedir timeout para evitar a penalização. E como se isso não fosse o suficiente, fez uma jogada com apenas 10 homens em campo.

Ao todo, os Patriots foram penalizados 10 vezes, sete na defesa, num total de 116 jardas.

Quando lhe perguntaram se o problema terá sido nos auscultadores e nas dificuldades de comunicação com os jogadores em campo, Bill Belichick deixou bem claro que não ficou nada agradado como que se passara.

"Eles mudaram o ataque, mas independentemente disso, nós temos que fazer um melhor trabalho do que temos feito," disse Belichick. "Precisamos de fazer as substituições de forma mais clara, independentemente de que se está, ou não está a passar."

EQUIPA TÉCNICA MANTEM CONFIANÇA EM STEPHEN GOSTKOWSKI

Considerado nos últimos anos como um dos melhores* kickers* na NFL, Stephen Gostkowski está a atravessar presentemente uma das piores fases da sua carreira. Mas, em Buffalo, num dia chuvoso e com muito vento, converteu os dois field goals, um da distância de 51 jardas, e os cinco pontos após touchdown.

213f9fcfa09f49f19c7401a9c4c67c55.jpg

"O Steve é um dos melhores kickers da liga," disse Bill Belichick. "Nós temos muita confiança nele. Quando precisamos de um kick, não há ninguém melhor para o fazer do que ele. Ninguém melhor para enviar para dentro de campo do que o Steve."

O desempenho em Buffalo poderá portanto ser o início da recuperação de Stephen Gostkowski, especialmente o field goal no final da primeira parte.

"A nossa equipa joga bom football situacional. O Bill [Belichick] sempre diz que não é bom futebol situacional se eu não conseguir converter o kick," disse Gostkowski em declarações prestadas ao jornal Boston Globe. "Por isso foi bom conseguir [os três pontos] e foi bom para a nossa equipa conseguir alguma dinâmica [através do field goal]. Quando jogamos bem e toda a equipa ganha é muito mais divertido do que vir aqui e ficar amuado. Por isso é agradável."
Os Patriots folgam na próxima jornada e regressam, a 13 de Novembro, frente a Seattle, no Gillete Stadium.

This article has been reproduced in a new format and may be missing content or contain faulty links. Please use the Contact Us link in our site footer to report an issue.

Advertising