Official website of the New England Patriots

replay
Replay: Patriots Unfiltered Mon Jul 06 | 12:00 AM - 11:59 PM

James Develin satisfeito com a confiança da equipa técnica

James Develin falhou toda a temporada de 2015 por ter partido a tíbia num jogo de preparação, frente ao Carolina Panthers, e a equipa ressentiu-se da sua ausência pois o jogo corrido nunca teve grande impacto nos planos de jogo do ataque.

325aba6307d74ed597dfcc0bf5babdb0.jpg

"Foi uma perda difícil emocionalmente para toda a equipa por causa do que ele tinha feito no ano anterior e [também] devido à tenacidade que ele traz," disse Tom Brady durante o estágio de pré-temporada quando se confirmou que James Develin estava recuperado e preparado para jogar em 2016. "Para sermos uma boa equipa de football, precisamos de ser duros, precisamos de ser disciplinados, de ser inteligentes, e ele é um daqueles jogadores que traz todas as três [caraterísticas] para nós."

A integração de James Devlin nos planos de jogo tem vindo a subir gradualmente desde o início da época. Começou com 17 jogadas (snaps) no primeiro jogo, Em Arizona, baixou para apenas cinco no primeiro jogo contra Buffalo, mas depois continuou a subir e conheceu o seu máximo, 42, no domingo, em Denver.

Como fullback, o papel de James Develin é bloquear os* linebackers,* não apenas para impedir que estes façam tackles, como também para abrir espaços para os seus running backs, tal como proteger o quarterback *da pressão adversária. E, finalmente, ter boas mãos e estar preparado para receber o passe quando o *quarterback está pressionado e basicamente é obrigado a desfazer-se da bola para evitar o sack.

Foi exatamente isso que aconteceu no domingo, no segundo período, quando recebeu um passe do pressionado Tom Brady, que cobriu 13 jardas e levou a bola até às 3 jardas de Denver. Duas jogadas depois, LeGarrette Blount conseguiu aquele que seria o único *touchdown *do jogo, pontos que asseguraram a vitória.

Foi a sua única receção no jogo.

SATISFEITO COM O PAPEL DESEMPENHADO

Quando lhe perguntaram se ficou surpreendido por ter sido o alvo de Tom Brady numa jogada tão importante, James Develin respondeu que não.

"Eu sabia que era o local onde deveria estar, para fazer o meu trabalho e estar preparado quando a bola chegasse," explicou Develin. "Muitas vezes não sou uma das suas primeiras opções, mas se ele [Tom Brady] precisar que eu seja uma opção, para poder despejar a bola, eu lá estarei para tentar fazer o meu melhor."

James Develin ficou principalmente satisfeito por ter participado em 42 jogadas, que passa a ser o seu recorde pessoal.

"Foi mesmo ótimo," confessou Develin. "Como competidor tu queres estar em campo em todas as jogadas para entrares no ritmo do jogo, por isso foi divertido estar em campo e poder competir com os meus irmãos [colegas de equipa].

"É importante entrar no fluxo do jogo, compreender como é que os nossos colegas estão a jogar, começar a ver o jogo um pouco melhor, e eu penso que qualquer um neste balneário pensa da mesma forma."

0c61f999b0d04cb6845018ea53f55e3b.jpg

Os Patriots surpreenderam Denver, colocando Dion Lewis a titular, em detrimento de LeGarrette Blount. A explicação é simples, Lewis tem melhor capacidade para obrigar os defensores a falhar tackles na linha inicial, a chamada line of scrimmage. Devido à rapidez com que entra nos espaços livres, à mudança rápida de direção e ao arranque explosivo, Lewis é menos propenso a ser limitado a avanços entre as 0-2 jardas, algo que era essencial frente a Denver pois os Patriots queriam a todo o custo evitar as situações de terceira descida e longo. E o plano correu quase na perfeição, pois nas sete vezes em que Lewis correu com a bola nas primeiras descidas acumulou 43 jardas, uma média de 6,1 jardas por transporte.

 Foi por isso, para criar espaços para o jogo corrido, pois frente a Denver os Patriots tentarem 34 passes e 39 jogadas de bola corrida, que James Develin esteve tantas vezes em campo.

TREINADORES DESTACAM A SUA IMPORTÂNCIA

"O James [Develin] tem um papel muito importante e significativo no ataque," reconheceu o treinador Bill Belichick. "Ele faz um excelente trabalho. Primeiro de tudo, ele é muito esperto e muito duro, independentemente de quem ele tiver que bloquear. Às vezes são linebackers, outras vezes são defensive linemen *e, ocasionalmente, encontra um *defensive back. Muitas vezes ele também marca os jogadores grandes, ele é duro. Ele é inteligente, tem um bom entendimento de como funciona o jogo corrido, o que precisa fazer para ajudar o jogo corrido, os ajustes que precisa fazer."

E Bill Belichick aproveitou ainda para salientar que "na maioria das vezes isso é depois da bola ter sido posta em jogo. Quando o fullback segue para cumprir a sua tarefa no bloqueio por vezes as coisas mudam enquanto ele vai a caminho, ou porque [o adversário] não se movimenta, ou porque [o adversário] quem ele precisava de bloquear já lá não está, ou acontece outra coisa qualquer. A sua tomada de decisões e ajustes são muito bons e ele é duro."

ab0a1f5c4ac94a3ba25ee49783fa9638.jpg

"O James [Develin] tem um papel muito importante no ataque," acrescentou Josh McDaniels, o coordenador ofensivo dos Patriots. "Ele faz muitas coisas que não aparecem na lista das estatísticas, mas quer ele seja o bloqueador principal ou esteja na proteção do passe, ele está a ajudar de alguma forma. Ele participa em muitas das jogadas de distância curta e nas situações na linha de golo, que são sempre jogadas críticas no jogo e determinam ou posse [de bola] ou pontos."

"O James tem sido muito confiável, é muito forte, não é um jogador egoísta, é um grande companheiro de equipa. Ele é muito inteligente, sabe o que fazer, aprende o seu papel e tenta fazer tudo o que pedimos para ele fazer todas as semanas. Ele conquistou as suas oportunidades, ajudou-nos a sermos melhores quando ele está em campo. Quando alguém faz isso, gostas de lhe dar mais [oportunidades]," acrescentou Josh McDaniels.

Ciente de que o bom trabalho frente a Denver poderá resultar numa maior participação no jogo de sábado, contra o New York Jets, Develin está-se a preparar e sabe que vai ser um jogo diferente do primeiro encontro entre estas duas equipas. A 27 de Setembro, os Patriots venceram, no Met Life Stadium, por 22-17.

"Há algumas coisas que transitam do último jogo, mas também há coisas novas para as quais temos que estar preparados," disse Develin. "Eles têm uma defesa muito boa, a frente [linha ofensiva] é muito boa, o [linebacker] David Harris tem sido uma rocha já há muito tempo, por isso temos que estar preparados, temos que rever o que aconteceu naquele primeiro jogo e o que se tem passado desde essa altura, e estarmos prontos [para jogar]."    

This article has been reproduced in a new format and may be missing content or contain faulty links. Please use the Contact Us link in our site footer to report an issue.

Related Content

Latest News

Advertising