Official website of the New England Patriots

Lesão de Rob Gronkowski e agressividade excessiva de Malcolm Butler foram os temas do dia

O calor intenso e a humidade sufocante que se tem feito sentir nos últimos dias parece ter afetado os ânimos de alguns jogadores e na segunda-feira, primeiro dia dos treinos de conjunto entre os Patriots e os Bears, uma das fases mais marcantes foi a troca de 'mimos' entre o cornerback dos Patriots Malcolm Butler e o principal receiver dos Bears, Alshon Jeffery.

Butler é daqueles jogadores que não tem medo de ninguém, nunca vira a cara e entra sempre em campo determinado a não se deixar bater por ninguém, uma atitude contagiante que agrada a colegas e equipa técnica. E na segunda-feira essa agressividade tornou a estar bem patente num confronto com Jeffery, jogador bastante mais alto e mais forte.

ap_gronkowski.jpg

Numa jogada ensaiada de bola corrida durante o período de 11-contra-11, na chamada 'red zone' (as últimas 20 jardas da equipa que defende), Butler e Jeffery apareceram agarrados um ao outro, com a mão de Jeffery a agarrar a máscara de Butler. Este reagiu de mediato e tentou atingir o adversário, acabando também por lhe agarrar a máscara. O incidente parecia ter ficado sanado quando surgiu o tight end Greg Scruggs dos Bears a meter-se na disputa e de imediato vários outros jogadores das duas equipas envolveram-se igualmente, o que obrigou à interrupção do treino.

Depois do incidente ter sido resolvido, o técnico Bill Belichick, que tem regras muito rigorosas em relação a este tipo de comportamento, enviou Butler para o balneário.
Jeffery permaneceu em campo, mas ficou na linha lateral o resto do tempo e não regressou ao treino.

Como o incidente ocorreu muito perto da tenda destinada aos jornalistas e restante media, foi amplamente divulgado, mas elementos das duas equipas minimizaram a importância desta disputa acalorada.

af6d066451f7479d93baaebdab374c7f.jpg

Depois do treino, John Fox, treinador dos Bears, explicou que como visitante nesta série de treinos estava a seguir as regras de Belichick.

"O football é isso e eles foram (expulsos)," disse Fox.

"Quando tu fazes isso, tens de ser expulso, como (se fosse num) jogo e depois vais para dentro (do balneário). Foi isso que aconteceu hoje com [Butler]," acrescentou o safety Duron Harmon. "O Malcolm Butler é um jogador talentoso e não queremos que isso aconteça. Não queremos perdê-lo, porque ele é uma grande parte do que fazemos."   

"Você sabe, acho que é a mistura de emoções," sugeriu o quarterback Jimmy Garappolo. "Tu gostas de ter jogadores na tua equipa com esse tipo de mentalidade, quer dizer é football, é um jogo físico e vão acontecer coisas lá dentro (no campo) e tu queres ter alguém que te protege as costas. Acho que a nossa equipa está rodeada de jogadores desse tipo."

Bem mais preocupante foi a saída por lesão de Rob Gronkowski, jogador considerado imprescindível no ataque dos Patriots.

Durante a fase de 7-contra-7, Gronkowski procurava desmarcar-se, mas o passe de Tom Brady saiu demasiado alto. Grownkowski esticou-se para tentar chegar à bola e quando tocou no chão, deu um grito, sugerindo que sentiu algo na perna, e ficou na linha lateral, caminhando lentamente em direção ao grupo. 

Falhou as próximas jogadas e pouco depois o massagista Jim Whalen veio ter com ele. Concluído o curto diálogo, saiu de campo em direção ao balneário.

Inicialmente receou-se que tivesse torcido um tendão, algo que o iria afastar durante semanas. Depois de Malcolm Mitchell (cotovelo) e Rob Ninkovich (triceps), outras duas pedras importantes, terem saído lesionados durante o jogo de preparação da passada quinta-feira, a ideia de perder um jogador do calibre de Gronkowski criou pânico entre os adeptos.

Recorde-se que o* tight end* dos Patriots já não completa uma temporada desde 2011, afetado por lesões nas costas, no joelho e no tornozelo, embora nas duas últimas épocas tenha feito 15 jogos e todos os encontros dos play-offs. O ano passado totalizou 1.176 jardas e 11 touchdowns.

Na conferência de imprensa depois do treino, Jimmy Garappolo confessou que não viu o lance, mas reconheceu que a ausência de Grownkowski seria problemática porque a equipa está a "tentar moldar o conjunto, trabalhar no dia-a-dia e estamos no caminho certo."

Segundo Ian Rapoport da NFL Media, a lesão não aparenta ser grave. No Twitter, Rapoport escreveu que a lesão é de "menor" gravidade e que os fãs dos Patriots "não (devem ficar) preocupados".

Obviamente o treino teve imensos outros aspetos de destaque, que analisamos noutro artigo.

This article has been reproduced in a new format and may be missing content or contain faulty links. Please use the Contact Us link in our site footer to report an issue.

Advertising