Official website of the New England Patriots

replay
Replay: Patriots Unfiltered Fri Sep 25 - 12:00 AM | Sun Sep 27 - 10:40 AM

Malcolm Mitchell tornou a brilhar

Na semana passada, numa jogada em que conseguiu desmarcar-se para proporcionar um alvo a Tom Brady, que na altura estava a ser pressionado, Malcolm Mitchellfez uma excelente receção e arrancou 56 jardas para o primeiro touchdown da sua carreira. Foi um lance que acabou com as dúvidas sobre a vitória dos Patriots, pois na altura deu à equipa da Nova Inglaterra uma vantagem bastante confortável, 27-10.

No domingo à tarde no Met Life Stadium em New Jersey conseguiu não um, mas sim dois touchdowns, incluindo aquele que daria a vitória aos Patriots.

Malcolm Mitchell 3u5a1483.jpg

Ao todo teve cinco receções para 42 jardas, mas todas foram bastante importantes. Na realidade o ataque dos Patriots teve um início terrível, pois nada fez nas três primeiras séries, e a quarta estava a caminho da mesma sorte, pois Tom Brady deparou-se com uma terceira e cinco. Tal como tinha sucedido com relativa frequência, o quarterback dos Patriots foi pressionado mas conseguiu descobrir Malcolm Mitchell, que avançou seis jardas com a sua primeira receção e manteve o ataque em campo.

Três jogadas depois, num lance bem estudado, Chris Hogan recebeu a bola de Brady e lançou um passe na direção de Mitchell, mas Darryl Roberts, que tinha sido ultrapassado em corrida, foi obrigado a fazer falta sobre Mitchell. A penalidade colocou a bola na linha de oito jardas dos Jets, um avanço de 31 jardas.

Como os Patriots não conseguiram levar a bola até ao end zone, Stephen Gostkowski converteu o field goal que reduziu a desvantagem para 3-10.

Na série seguinte, Malcolm Mitchell tornou a estar em destaque. Desta feita, com os Patriots a bater à porta da* end* zone dos Jets, pois a bola estava na linha de quatro jardas, Tom Brady não segurou a bola, mas reagiu rapidamente e conseguiu controlar o seu próprio* fumble. Levantou a cabeça e descobriu Mitchell desmarcado, tendo-lhe enviado um passe perfeito para o *touchdown que empatou o jogo.

"Eu estava apenas a tentar colocar [a bola] no Jule [Julian Edelman], mas ela bateu-lhe no quadril e caiu para a relva, por isso peguei nela muito rapidamente, olhei e depois o Malcolm [Mitchell] fez um ótimo trabalho ao correr para a linha final, e isso deu-lhe oportunidade de completar a jogada," explicou Tom Brady. "Ele fez uma ótima receção, não foi como estava planeado, mas deu resultado."

Malcolm Mitchell esteve muito perto de receber o seu segundo* touchdown* do jogo, no terceiro período. Ele bem se lançou, mas o passe de Tom Bradypassou-lhe por entre os dedos, fazendo assim gorar a possibilidade de anular a vantagem dos donos da casa.

A última oportunidade para os Patriots surgiu quando havia apenas 5:04 por jogar, altura em que perdiam 16-17. Danny Amendola retornou um punt até à linha de 42 jardas, mas uma falta de Devin Mc Courty fez a bola recuar até à sua linha de 17 jardas.

Metodicamente Tom Bradyfoi avançando no terreno. Dois passes para Julian Edelman, um cada para Dion Lewis, James White e Chris Hogan levaram a bola até à linha de oito jardas dos Jets, quando surgiu a paragem para os dois últimos minutos.

OS PONTOS DA VITÓRIA

No regresso, na primeira jogada, Malcolm Mitchell tornou a encontrar espaço entre os defesas da casa e segurou um passe perfeito de Tom Brady para colocar os Patriots em vantagem, 22-17.

"Nós empilhamos os receivers e o Darrelle [Revis, cornerback dos Jets] ficou por cima, nós fizemos uma desmarcação e o Malcolm fez uma excelente receção e entrou no end zone," explicou Tom Brady. "Foi uma jogada muito boa, foi uma grande escolha do Josh [McDaniels], algo que realmente ainda não tínhamos mostrado, e precisávamos disso."

cfb3966e835043b28ffc380507135837.jpg

Por sua vez Darrelle Revis revelou que a defesa dos Jets estava num esquema de "nenhuma cobertura. Temos que proteger o interior. Não havia nenhum segurança no centro do campo. Protegemos o interior, mas eles fizeram rotas para o exterior — uma excelente execução por parte deles, ao verem o tipo de cobertura que estávamos a fazer. Eles basicamente executaram melhor do que nóos naquela jogada."

"Eu corri, corri para fora, no princípio eu pensei que [a bola] ia para o Julian [Edelman], depois percebi que ele não se fez à jogada e pensei que talvez fosse melhor ser eu a fazer," explicou Mitchell.

Após o final da partida, Malcolm Mitchell foi rodeado pelos jornalistas que quiseram escutar as suas impressões sobre nova exibição importante, mas o rookie mostrou-se algo nervoso e acanhado.

"Sinceramente, eu apenas estou grato porque a nossa equipa teve uma outra oportunidade, depois de eu sentir que desperdicei uma oportunidade para nós na série anterior," disse Mitchell. "Felizmente a nossa defesa deu-nos outra oportunidade para tentarmos ganhar o jogo."

O APOIO DOS COLEGAS

Apesar da modéstia, os colegas e a equipa técnica consideram que Malcolm Mitchell é um excelente receiver, que decerto vai continuar a contribuir para o sucesso dos Patriots.

"O Malcolm tem feito um excelente trabalho para nós o ano inteiro, desde a Primavera, os OTAs, o estágio de pré-temporada," disse Bill Belichick. "Ele falhou algum tempo durante o estágio, lesionou-se, mas nunca desistiu, mentalmente está atualizado com tudo, está a melhorar um pouco todas as semanas. A temporada é longa para os rookies.

"O Malcolm fez grandes jogadas hoje."

"O Malcolm Mitchell é um excelente jogador," disse Martellus Bennett. " Ele tem trabalhado arduamente todos os dias. Se lhe derem oportunidade, ele vai completar as jogadas, por isso estou muito orgulhoso dele. Ele tem vindo a sobressair nas duas últimas semanas. Ele simplesmente vem para trabalhar todas as semanas."

e53824a8014f44e7863d7fff7368412d.jpg

"Acho que o Malcolm tem feito um grande trabalho a obter a confiança de todos porque ele aparece todos os dias, trabalha ao máximo, está dedicado à equipa," acrescentou Tom Brady. "Significa muito para ele, o football é importante e ele tem cumprido nas fases decisivas por isso vamos continuar a dar-lhe oportunidades."

Para Mitchell esta subida de rendimento deve-se ao trabalho feito "nos treinos. Eu tento trabalhar tão duro quanto possível para me preparar para qualquer oportunidade. Eu nunca sei quando vão surgir, quando surgirem tento estar preparado."

E a concluir disse que jogar com Tom Brady "faz-me sentir abençoado. Sinto-me abençoado desde o dia do draft em que recebi o telefonema dos Patriots. Estou muito contente por fazer pate desta equipa."  

This article has been reproduced in a new format and may be missing content or contain faulty links. Please use the Contact Us link in our site footer to report an issue.

Advertising