Official website of the New England Patriots

replay
Replay: Patriots Unfiltered and Patriots Playbook Fri Jan 28 - 12:00 AM | Mon Jan 31 - 11:55 PM

Nossa cheerleader brasileira visita seu país natal e contagia a todos com a energia de New England

Patriots Cheerleader Lara.
Patriots Cheerleader Lara.

Apesar de ter sido a diretora de Cheerleaders do Cruzeiro Esporte Clube e sempre ter amado os Patriots, nunca tinha sonhado em me tornar uma cheerleader dos Patriots. Mas, em 2017, depois que os Patriots derrotaram os Falcons no Super Bowl, um grande amigo que estava no jogo me mandou um vídeo das cheerleaders e disse: "Está faltando algo aqui.... Você!

Não sabia na hora, mas essa simples mensagem viria a mudar a minha vida. Eu enviei um e-mail para a então diretora de cheerleading dos Patriots, Tracy Sormanti, inicialmente só para ver como eu poderia aprender com ela para melhorar o processo no Cruzeiro. Foi quando eu descobri que meu amigo estava certo. Tracy respondeu meu e-mail e me convidou para ir a New England para fazer a seletiva dos Patriots Cheerleaders. Em 2019, com o apoio da minha mãe e meu padrasto, eu peguei um voo com minha filha na esperança de me tornar uma Cheerleader dos Patriots.

Depois de não ter conseguido passar na seletiva naquele ano e COVID ter me parado no ano passado, meu sonho se tornou realidade em 2021.

Em setembro, enviei um e-mail para minha gerente, Jenn Sullivan, perguntando se eu poderia ir ao Brasil visitar minha família em dezembro porque não tínhamos jogo em New England até o dia 26. Também mencionei que poderia fazer algo com a nossa agência parceira no Brasil se eles tivessem interesse. Jenn não somente disse sim, que eu poderia viajar, como envolveu todo mundo para me ajudar a organizar minha viagem. Eu fiquei em lágrimas de tanta emoção. O sentimento de voltar ao Brasil depois de ter passado pelo processo seletivo, não ter desistido e ter me tornado uma Cheerleader dos Patriots, era muito grande.

No dia 27 de novembro, eu e a Emanuelly (minha filha) acordamos, tomamos café e fomos fazer nosso teste de COVID. Depois, fomos fazer compras de última hora. Enquanto eu organizava minhas malas com meus uniformes dos Patriots, eu não conseguia parar de pensar no que essa viagem significava para mim. Seria minha primeira vez de volta a Belo Horizonte, cidade onde eu morava antes de me mudar para os Estados Unidos. Eu também estaria representando o New England Patriots no Brasil. Era uma responsabilidade enorme e eu me sentia honrada em ter essa oportunidade durante meu ano de caloura.

Depois do nosso jogo contra o Tennessee Titans (nós ganhamos!), fui para o edifício de cheer e compartilhei com meus colegas de time as novidades. Eles ficaram tão felizes quanto eu!

Lara with CBFA President Cris Kajiwara at Corinthians Neoquimica Arena.
Lara with CBFA President Cris Kajiwara at Corinthians Neoquimica Arena.

Quando nós chegamos em Belo Horizonte no dia 30 de novembro, minha família inteira estava nos esperando no aeroporto - todos vestindo a camisa dos Patriots. Que visão! E fomos logo para a casa da minha prima para uma reunião familiar. No dia seguinte eu fui para o primeiro compromisso da minha agenda: a Confederação Brasileira de Futebol Americano, em São Paulo. Fui recebida pela presidente da CBFA, Cris Kajiwara - nós visitamos a Arena Neoquimica, estádio do Corinthians, onde aconteceu uma apresentação para a mídia, e foi nesse momento que senti o amor genuíno dos brasileiros pelos Patriots. Recebi cartazes e me senti super especial com toda a preparação para me receber. Meu coração pulava quando anunciaram meu nome enquanto eu entrava no auditório. Tentei não chorar enquanto via e respondia as perguntas que haviam sido enviadas por jornalistas renomados e as mensagens mais doces dos nossos fãs. Falei sobre minha jornada, meu trabalho como presidente da CBCD e seleção brasileira de cheerleading, minha família e a realização do meu sonho.

Lara’s family at the Mineirao Stadium Locker Room.
Lara’s family at the Mineirao Stadium Locker Room.

Mas, meu dia não tinha acabado. Depois de terminar a apresentação com a mídia, segui em direção ao aeroporto para mandar boas energias à nossa seleção de Flag Football que embarcava para jogar o Campeonato Mundial no Complexo esportivo da família Kraft, em Israel. Eles ficaram super felizes em me verem, mas como expliquei para eles - a honra era toda minha.

Lara at the airport sending the national flag football athletes to the World Championships to Israel.
Lara at the airport sending the national flag football athletes to the World Championships to Israel.

No dia 2 de dezembro, peguei a estrada para visitar a sede de um dos nossos fã clubes, Patriotas, a duas horas da Cidade de São Paulo. Onde eu encontrei o Felipe, que ficou emocionado ao me ver. Ele não conseguia acreditar que alguém dos Patriots tinha viajado toda aquela distância para visitá-lo. Ele me mostrou todas as recordações que o fã clube tinha guardado ao longo dos anos, e foi muito comovente ver a paixão deles pelo Patriots. Poder representar a franquia neste momento foi uma honra que jamais esquecerei.

No dia 3 de dezembro, eu tive a honra de presentear o grandíssimo Mineirão com a primeira camisa da NFL. Essa foi a aparição mais especial para mim, pois foi nesse Estádio que comecei minha carreira de cheerleader professional. O vestiário, onde a camisa está pendurada, é onde todos que fazem a visita ao Mineirão podem tirar fotos com a nossa jersey.

Lara and Brasil Futebol Americano CEO - Bruno Guilherme.
Lara and Brasil Futebol Americano CEO - Bruno Guilherme.

Enquanto eu trazia a camisa com minha família me seguindo, eu não conseguia conter as lágrimas, lembrando de todos os momentos – bons e ruins – em que eles estiveram ao meu lado. Não poderia compartilhar este momento com pessoas melhores.

No dia 5 de dezembro, peguei a estrada novamente para Nova Serrana, em Minas Gerais. Esse dia foi muito especial porque eu visitei um projeto social de desenvolvimento do flag football em uma área menos favorecida da cidade. A parte mais memorável desta aparição foi quando uma das meninas pegou meus pom poms e saiu correndo pelo gramado enquanto as outras crianças aprendiam a jogar flag football. O nome dela era Mel, e ela instantaneamente se tornou a cheerleader do time. Era inevitável que o seguinte questionamento viesse à minha cabeça: seria a Mel a próxima cheerleader brasileira a seguir minha jornada?

Lara and the kids from the Nova Serrana Flag Football development Program.
Lara and the kids from the Nova Serrana Flag Football development Program.

No dia 6 de dezembro, eu visitei o Cruzeiro. Entrar no local onde eu treinava trouxe boas memórias e me fez relembrar dos meus primeiros passos no mundo do cheerleading profissional. Encontrar com o presidente e os diretores que lideraram o Cruzeiro a se tornar o primeiro time SAF do Brasil me fez sentir orgulho de ter participado da história do time. Ter a minha história compartilhada no site do time alguns dias depois da minha visita foi algo que carregarei muito próximo ao meu coração. Depois de presentear Sérgio Santos Rodrigues, president do Cruzeiro, com a camisa do Patriots, eu segui novamente para o Estádio Mineirão.

Quem acompanha o @PatriotsBrasil já deve saber, mas antes de todos os jogos, eles fazem uma live para colocar nossos torcedores no clima da próxima batalha. E neste dia, tive o prazer de participar, e adicionei um elemento especial: graças a todos os meus amigos do Cruzeiro, consegui iluminar o Gigante da Pampulha com Vermelho e Azul, enquanto o telão apresentava nossa arte de Dia de Jogo. Minha primeira aparição como uma cheerleader dos Patriots no estádio onde realizei minhas primeiras apresentações no meu país de origem - meu coração estava acelerado e eu respirava fundo para não deixar a emoção tomar conta. Durante a live, falamos sobre ver os Patriots jogando naquele gramado e claro que todos já estão prontos para recebê-los. Isso só fez com que eu quisesse trabalhar mais para fazer acontecer. Mal posso imaginar o sentimento de ver os Patriots jogando no Estádio Mineirão.

No dia 8 de Dezembro, eu tive o dia de folga. Fui para a praia no Rio de Janeiro com minhas amigas. Elas estavam tão empolgadas com a minha viagem quanto eu – querendo saber cada detalhe de como havia sido minha trajetória até ali.

Lara and Cruzeiro Esporte Clube Sérgio Santos Rodrigues.
Lara and Cruzeiro Esporte Clube Sérgio Santos Rodrigues.

No dia 10 de dezembro, tivemos uma oficina com crianças da rede municipal de ensino do Rio De Janeiro. Compartilhar minha paixão pelos Patriots e contar a eles um pouco sobre minha história foi outro momento memorável da viagem. Nosso time Patriots Brasil trouxe alguns jogadores e técnicos para ajudar a ensinar a turma e explicar algumas regras de futebol americano e começamos a jogar. Não demorou muito antes de um grupo de meninas vir até mim e falar: "Não queremos jogar futebol americano, queremos ser cheerleaders!" Então, eu ensinei a elas uma coreografia com os gritos de guerra: "Vamos Patriots, Vamos Ganhar!" Eu fiquei muito feliz em vê-las apresentando o que haviam acabado de aprender. No final da oficina, tirei fotos e distribuí autógrafos para todas as crianças presentes.

Minha última visita foi com o Comitê Olímpico Brasileiro, no dia 12 de dezembro. Lá, eu encontrei com o vice presidente Marco La Porta. Marco é um dos meus mentores e uma pessoa que tem tido um grande impacto na minha carreira de Gestora Esportiva. Nós nos conhecemos pela primeira vez em Fevereiro, quando começamos a discutir a inserção do cheerleading brasileiro no ciclo olímpico. Durante aquele tempo, eu presenteei o Marco com uma bola de futebol americano dos Patriots, e essa bola de está em exibição no seu escritório desde então. Desta vez, ele abriu um enorme sorriso quando eu entreguei a ele a camisa dos Patriots com o seu nome. Ele me disse: "Vou ter que colocar em um quadro". Eu disse a ele que só poderia fazer isso depois de vestí-la no Super Bowl, no dia 13 de fevereiro de 2022. Uma coisa que Marco disse e que vou levar para sempre: "As portas sempre estarão abertas para aqueles que estão dispostos a trabalhar". Essa frase ficou comigo porque ele já era meu mentor antes da minha entrada no time e com meu maior envolvimento com o movimento olímpico, eu consigo medir meu crescimento profissional através das suas lições.

A viagem inteira foi uma aventura surpreendente. Eu fiquei tão orgulhosa de representar os Patriots no meu país de origem – sentir o amor pela nossa franquia e mostrar aos nossos fãs o quanto eles são amados.

brasil1-insta-16x9

Acompanhe os Patriots em português no Instagram em @PatriotsBrasil.

Advertising

Latest News

Presented by
Advertising

Trending Video

Advertising

In Case You Missed It

Presented by
Advertising