Official website of the New England Patriots

replay
Patriots Replay Wed Jun 03 | 12:00 AM - 11:59 PM

O contraste entre Martellus Bennett e Malcolm Butler

Ambos pertencem ao grupo de 20 jogadores dos Patriots que estão em fim de contrato, os chamados 'free agents'. Mas, esse é basicamente o único ponto que têm em comum. Martellus Bennett não tem restrições, 'unrestricted', está livre para assinar por quem muito bem entender caso não goste da proposta que lhe for apresentada pelos Patriots.

É uma personalidade extrovertida, nunca viu um microfone à sua frente com quem não gostasse de dialogar. Atrai sempre um conglomerado de jornalistas no final dos jogos.

0ap3000000785687_video_player_cp.jpg

Malcolm Butler é totalmente diferente. Reservado, tímido, responde às perguntas sempre com frases muito curtas, prefere jogar a falar. A sua situação contratual também é diferente, pois tem restrições, os Patriots controlam o seu destino imediato.

Portanto, em relação a Bennett os Patriots terão que apresentar uma proposta. Se for recusada, poderão mesmo assim tentar reter o jogador designando-o com a etiqueta 'franchise'. Mas, o problema é que esta etiqueta, para além de ser válida por apenas um ano, leva consigo um salário anual que é determinado pela média dos cinco salários mais elevados naquela posição. E já se sabe quanto será em 2017: $9,894 milhões. Ora os Patriots já estão a pagar ao outro* tight end*, Rob Gronkowski, $9 milhões, pelo que gastar cerca de 10 por cento do teto salarial numa só posição parece ser algo que a equipa dificilmente estará disposta a fazer.  

Portanto, a etiqueta 'franchise' não parecer ser uma opção viável, pelo que Martellus Bennett ou aceita a proposta que lhe for feita pelos Patriots, ou procura novo destino.

A SUA CHEGADA

Adquirido a 6 de março de 2016 aos Bears, juntamente com uma escolha de sexta ronda, por troca com uma escolha de quarta ronda no *draft *de 2017, Martellus Bennett foi considerado uma espécie de apólice de seguro para Rob Gronkowski, que tem sido fustigado por lesões nas últimas temporadas.  

Inicialmente a decisão resultou porque Rob Gronkowski falhou os dois primeiros jogos. A partir da terceira jornada, com Gronkowski a subir gradualmente de rendimento, os Patriots tiveram o que visualizaram quando contrataram Bennet, um duo de tight ends, basicamente do mesmo tamanho (6 pés-6, 1,98 metros; 275 libras, 125 kilos), que criavam espaços vazios quase impossíveis de parar contra um quarterback com o valor de Tom Brady.

20161227_710x380_rob_gronkowski.jpg

Mas, em dezembro Rob Gronkowskiviu a temporada acabar devido a nova lesão, desta feita nas costas, e Bennett nunca esteve a 100 por cento fisicamente pelo que o tal duo imparável só muito raramente se viu em 2016.

OraMartellus Bennett faz 30 anos no próximo mês, pelo que este será provavelmente o último grande contrato da sua carreira. Alegadamente recusou uma proposta de renovação que lhe foi apresentada pelos Patriots durante a temporada no montante de $7 milhões anuais, e duvida-se que a turma de New England esteja disposta a subir muito mais a parada.

Mas, não obstante ter sido afetado por uma série de lesões desde a quinta jornada, curiosamente o jogo em que Tom Bradyregressou depois de cumprida a sua suspensão e no qual Bennett registou três touchdowns, o certo é que não falhou jogo nenhum e concluiu a temporada com uma boa exibição no Super Bowl. Ao todo, Martellus Bennett registou 55 receções, totalizando 701 jardas e um novo máximo pessoal com sete touchdowns. A média de jardas por receção, 12,7, foi a melhor desde a temporada de estreia na NFL, em 2008.

Logo após o final do Super Bowl, Bennett virou-se para os jornalistas e disse: "eu vou entrar na fase de final de contrato como campeão do Super Bowl. Tu sabes que eles pagam mais do que o valor aos campeões do Super Bowl."  

20170105_710x380_martellus_bennett.jpg

Calcula-se queMartellus Bennett, que este ano recebeu $5,1 milhões, estará interessado em conseguir um contrato semelhante ao do* tight end* dos Panthers, Greg Olsen, que também renovou quando fez 30 anos e assinou por três temporadas, num total de $22,5 milhões, com $12 milhões garantidos.

Não restam dúvidas de que Bennett poderá conseguir um contrato mais vantajoso caso decida procurar uma nova casa. Pretendentes não faltarão decerto, pois há quem diga que os Jaguars, os Giants e possivelmente os Raiders estão interessados nos seus serviços. Mas, durante a temporada a sua personalidade transformou-o num dos jogadores mais populares no balneário dos Patriots e foi bem visível a alegria que sentiu em trabalhar com este grupo. Isso também tem valor.

Resta saber se será possível encontrar um ponto de encontro entre aquilo que Martellus Bennett pretende e o que os Patriots estão dispostos a pagar. A decisão terá de ser tomada até 9 de março.

MALCOLM BUTLER DEPENDE DOS PATRIOTS

A situação de Malcolm Butler é muito diferente. Como 'restricted free agent', este ano está à mercê dos Patriots. Segundo os regulamentos da NFL, os Patriots têm duas opções. Primeiro, que seria a solução ideal, será tentar negociar um novo contrato, com acordo entre as duas partes. Mas, se a proposta não for aceite por Malcolm Butler, os Patriots têm o direito de avançar com uma proposta, denominada 'tender', que o jogador será obrigado a aceitar e que permite à equipa reter os seus direitos sobre o jogador.

O problema neste caso é que os Patriots correm o risco de qualquer franquia surgir a fazer uma oferta mais elevada. Nesse caso, os Patriots terão duas opções, ou cobrir a oferta do rival, ou, caso considerem a proposta excessivamente elevada, deixar Butler sair.

Como compensação os Patriots teriam direito, dependendo do tipo de proposta inicialmente feita a Malcolm Butler, a receber uma escolha ou de primeira ou segunda ronda no draft.

A proposta, caso não haja acordo entre as duas partes, estabelece contrato com a duração de um ano, no montante de cerca de $3,8 milhões ou de cerca de $2,7 milhões, uma vez mais dependendo do tipo de proposta apresentada pelos Patriots.

Malcolm Butler foi de longe o melhor cornerback dos Patriots esta temporada e segundo o site 'profootballfocus.com' foi o segundo melhor na NFL, atrás apenas de Aquib Talib, do Denver Broncos, curiosamente também ele ex-jogador dos Patriots.

Na avaliação a Butler, aquele site escreveu: "para além de Talib, realmente não houve nenhum corner que tivesse sido consistentemente 'shutdown', mas Malcolm Butler fez uma boa temporada, com exceção de um par de lapsos. Contra Miami, na segunda jornada, permitiu 157 jardas, e depois mais 94 contra Pittsburgh; fora esses jogos, consentiu 35 jardas ou menos em seis dos oito desafios e ao longo de toda a temporada permitiu apenas 52,9% de receções nos passes em que fez cobertura, apesar de ocasionalmente ter que defender receivers de elite."

Malcolm Butler recebeu uma nota de 86,4, contra 90,2 de Talib.

OS SALÁRIOS DOS CORNERBACKS

Os melhores cornerbacks da NFL são muito bem pagos, pois a média dos cinco primeiros atingiu os $14,297 milhões por ano. Butler recebeu $600,000 em 2016, pois o último contrato que assinou, com a duração de três temporadas, totalizou $1.530.000, uma média anual de $510.000.

Estamos a falar de um dos jogadores mais populares nos Patriots, alguém que ficará para sempre na história da franquia devido à interceção frente a Seattle no Super Bowl XLIX, um lance que selou a vitória num jogo que parecia perdido.

Mas para chegar onde se encontra, Malcolm Butler percorreu uma estrada muito acidentada. Ignorado no draft em 2014, depois de concluída a carreira na Universidade de West Alabama, esteve apenas em 11 jogos, um como titular, porque em 2014 Darrelle Revis e Brandon Browner eram os* cornerbacks* dos Patriots.

Malcolm butler 101916 .jpg

No ano seguinte saíram os dois e aí Malcolm Butler teve oportunidade para se estabelecer como titular, posição que continua a desempenhar com grande empenho.

Na temporada recentemente concluída, Butler foi escolhido para a equipa ideal da liga, o Pro Bowl, pois desviou 13 passes nos 19 jogos em que participou, consentiu 20 ou menos jardas em receções em sete desses jogos, registou 63 tackles, quatro interceções, um* sack* e provocou um fumble.

O 'tender' de primeira ronda que os Patriots lhe vão propor deverá andar a rondar os $4 milhões, verba que fica muito aquém dos jogadores mais bem pagos nesta posição. Nas duas últimas temporadas, os oito melhores contratos assinados por cornerbacks tiveram uma duração média de cinco temporadas, com um vencimento anual de $12,5 milhões.

Como sucede em relação a todos os contratos na NFL a chave está na percentagem dos contratos que é garantida, pois a maioria nesta posição ronda os 50%.

Caso as duas partes não cheguem a acordo em relação a um novo contrato, os Patriots poderão ter um grave problema nas suas mãos. É muito possível que surja uma outra franquia, especialmente se estiver na parte final das escolhas no draft, disposta a pagar muito mais ao jogador e a compensar os Patriots com uma escolha de primeira ronda no próximo* draft*.

"Tenho gostado," disse Malcolm Butlerrecentemente quando lhe perguntaram se estava satisfeito nos Patriots. "Eu gosto de ganhar. É um ótimo programa. Uma grande organização e eu gosto dos meus colegas de equipa. Jogamos bom football. Gosto de estar aqui. Esta é a primeira equipa onde estive. Não tenho outra experiência com nenhuma outra equipa. Eu gosto da minha experiência aqui."

E o seu trabalho tem sido notado. Quando os Patriots defrontaram Houston, os dois treinadores tiveram palavras muito elogiosas para ele.

"O Malcolm [Butler] compete ao máximo," disse Bill Belichick. "Ele tem uma grande atitude e dá grande luta no campo de football, seja qual for a situação. Ele realmente compete. Ele gosta de estar em campo e jogar. Eu penso que o seu nível de energia competitiva, é elevado."

"Desde que está connosco, desde que esteve naquele mini estágio para rookies, ele simplesmente vai para o campo e compete arduamente. Ele é durável, é duro, adora jogar, gosta de competir. Não importa contra quem. Tu podes colocá-lo em campo em qualquer situação e ele vai competir e vai-se divertir a fazer isso."

"Quando tu olhas para ele e olhas para o que quiseres – altura, peso, velocidade – talvez não seja exatamente como outros corners em outras equipas. Mas quando ligas o filme [do jogo], vês um jogador que está a jogar, na minha opinião, como um dos melhores cornerbacks da liga," acrescentou Bill O'Brien, treinador de Houston. "É muito, muito difícil jogar contra ele, porque ele é esperto. Ele tem muita força a jogar. Ele tem mãos muito fortes. Ele tem uma maneira muito forte de jogar. Pensamos que ele é um excelente jogador."

E os fãs dos Patriots também pensam assim, por isso ficam ansiosamente à espera para ver se Malcolm Butler vai mesmo receber um novo contrato que o mantenha em Foxboro por mais alguns anos.

This article has been reproduced in a new format and may be missing content or contain faulty links. Please use the Contact Us link in our site footer to report an issue.

Advertising