Official website of the New England Patriots

replay
Patriots Replay Wed Aug 12 | 12:00 AM - 11:55 PM

Reações à última jogada com Rob Gronkowski

Ironicamente, foi uma situação semelhante à do Super Bowl, com uma equipa, desta feita o New England Patriots, bem encaminhada para marcar um touchdown mesmo em cima da hora. Mas, a defesa adversária conseguiu reagir bem e evitar o pior.

Os papéis inverteram-se e no jogo de domingo à noite foi a defesa de Seattle que conseguiu evitar a derrota com uma excelente posição defensiva a impedir que os Patriots conseguissem, em quatro jogadas, as duas últimas jardas que levariam o jogo a prolongamento.

afcc212e11bf46769d1b3b65fe2d0742.jpg

Faltavam apenas 14 segundos para o apito final quando Tom Brady enviou um passe na direção de Rob Gronkowski, mas este terá tropeçado num defesa adversário, Kam Chancellor, e perdeu o equilíbrio, pelo que não conseguiu chegar à bola.

Para os fãs no estádio não restaram dúvidas, houve contato, deveria ter sido falta e os Patriots teriam tido tempo para pelo mais uma tentativa para chegar ao empate.

Conforme seria de prever, a conferência de imprensa pós-jogo com Rob Gronkowski tratou principalmente dessa jogada. O jogador dos Patriots inicialmente hesitou em responder se teria ou não sido falta.

"Não marcaram," disse Gronkowski. "É o que é. Se não é PI [pass interference] para os árbitros, não é PI. Não se pode mudar."

De seguida foi-lhe perguntado se ele considerava que o fato de ser tão alto e tão forte e potente não era uma desvantagem na forma como os árbitros assinalam, ou, neste caso, deixam por assinalar certas faltas por entenderem que o contato não afeta as jogadas.

Uma vez mais Rob Gronkowski hesitou, e depois respondeu que "é uma boa pergunta, é uma pergunta difícil. Tive problemas com isso no passado, duas vezes este ano, mas não estou aqui para dar desculpas, para dizer que foi PI. Acabámos de perder um jogo, e por isso quero dar crédito aos Seahawks. Eles fizeram um bom jogo, foi um jogo bem disputado durante os 60 minutos, nos dois lados da bola [ataque e defesa]. Neste momento não quero entrar nesse tipo de discussão."

Um dos jornalistas de seguida perguntou-lhe se tinha sido sua intenção iniciar o contato para tentar obrigar o juiz da partida a assinalar a falta.

"Não, não foi," respondeu Gronkowski. "Eu avancei, ele deu-me algum espaço, estava mais distante do que normal. Normalmente não se vê isso. Fui em direção a ele, tentei uma finta de corpo. Eu não estava a tentar iniciar o contato, mas aconteceu. Fui direito e ele e quis ficar por cima dos dedos do pé dele, é isso que nos ensinam, ficar por cima dos dedos dos pés, fazer uma pequena finta de corpo e virar na direção da linha lateral. Fiquei demasiado em cima dos dedos do pé dele obviamente e eu não estava a tentar fazer contato, estava a tentar fazer uma finta de corpo e ir para a linha lateral para receber o passe."

A terminar, Rob Gronkowski reconheceu que Seattle tem uma equipa, pois "eles uma defesa sólida, têm muitos jogadores bons, estiveram bem na cobertura, um bom esquema [defensivo]. Nós temos que executar melhor no ataque, eu tenho que jogar melhor, tenho que bloquear melhor, estar melhor nas receções, nós temos que executar melhor."

Por sua vez Tom Brady disse que não viu a jogada e acrescentou que "houve - há sempre muito contato com esta equipa. Por vezes marcam a falta, outras vezes não. Por isso decerto parece que [a decisão final do jogo] dependeu daquela jogada, mas houve muitas outras jogadas neste jogo em que nós poderíamos ter feito um melhor trabalho. Eles têm uma boa equipa. Sabíamos isso quando entrámos em campo e temos que jogar melhor do que jogámos. Estivemos muito descuidados com a bola. Eles não. Os turnovers foram um fator importante. Tivemos as nossas oportunidades. Simplesmente não finalizamos jogadas em número suficiente."

SÃO LANCES DE DECISÃO DIFÍCIL

812f888f3ec14dab820000df7462c88c.jpg

"Tanto pode dar para um lado como para o outro," foi a opinião de Devin McCourty, um dos capitães da defesa. "Às vezes eles [os árbitros] marcam aquela falta. Como jogador da defesa, nós esperamos sempre que eles nos deixem jogar. É um lance difícil. Poderia facilmente ter sido marcada a pass interference [interferência na tentativa de receção], mas essas são sempre decisões difíceis ali na linha de uma ou duas jardas."

Quando chegou a vez ao treinador Bill Belichick, a resposta foi semelhante.

"Foi um jogo muito competitivo. Penso que o jogo foi bem arbitrado," disse Belichick. "Eles fizeram um bom trabalho em deixar os jogadores jogar. Quero dizer, eles marcaram algumas faltas que tinham que marcar. Eu concentro-me realmente na nossa equipa, no que podemos fazer. É isso que precisamos fazer."

"Bem, eu esperei um pouco, sabes, eu não quero ir para o [lado] negativo, por isso esperei um pouco," acrescentou Pete Carroll, treinador de Seattle. "E depois vi que não tivemos nada, e sabíamos que tínhamos o jogo [ganho]. É como se fosse o destino pendente, se quiserem ir para esse lado. Fiquei à espera para ver no que dava."

Carroll acrescentou que aquela última jogada "curiosamente foi a última no treino, o homem-a-homem com o tight end e deu o mesmo resultado com ele [Kam Chancellor] a ganhar da mesma forma. Foi um grande momento no treino porque o Kam esteve a lutar porque queria provar que ele poderia fazer isso. Por isso, de alguma forma deu resultado…curiosamente foi decidido da mesma forma."

This article has been reproduced in a new format and may be missing content or contain faulty links. Please use the Contact Us link in our site footer to report an issue.

Advertising