Official website of the New England Patriots

replay
Patriots Replay Wed Jun 03 | 12:00 AM - 11:59 PM

Os fãs receberam os campeões numa festa da família Patriots

Neve, frio, vento, depois chuva gelada, nada disso importava naquela que foi aparentemente a celebração mais frequentada desde que os Patriots conquistaram o seu primeiro título em 2002.

As expressões nas caras desta multidão anónima que se deslocou a Boston movida pelo mesmo sentimento, o amor pelos Patriots, ajudaram a compreender por que motivo os jogadores tão frequentemente falam sobre o apoio dos seus fãs e a força de vontade que sentem em poder conquistar mais uma taça para trazer para casa.

As ruas anexas à sede do governo municipal começaram a encher-se bem cedo e quando os barcos e camiões iniciaram a sua viagem em direção ao City Hall os espaços vazios já haviam desaparecido. Por conseguinte, embora esta tivesse sido a quinta festa do género, todos os que assistiram às celebrações anteriores foram unânimes em reconhecer que esta foi a mais ruidosa e a que mais pessoas atraiu.

db33e4dfc30045eaaf796dd1560af1c0.jpg

Por sua vez, os jogadores nos camiões, nos barcos rolantes, com as suas famílias, absorveram tudo isso naquela que foi verdadeiramente a festa da família Patriots. Tom Brady tinha um dos filhos, o Ben, consigo e praticamente todos levaram as esposas e os filhos porque esta vitória foi a mais saborosa de todas.

A adoração por Tom Brady ficou bem evidente pois, para além dos aplausos que eclodiram sempre que os fãs avistavam o seu ídolo, foi possível também encontrar vários sinais, placards, a dizer "estamos a rezar pela tua mãe," uma alusão à situação clínica da mãe de Tom Brady.  

Mas este era o dia para celebrar e o *quarterback *dos Patriots mostrou-se sempre muito sorridente, pois todas as pressões que haviam sido colocadas sobre os seus ombros desapareceram depois da sensacional recuperação no domingo à noite em Houston.

Depois de Brady, Julian Edelman foi o mais aplaudido. Sempre em pé, a dialogar com os fãs, a pedir a contagem –'um, dois, três, quatro, cinco', uma alusão ao número de títulos conquistados pelos Patriots, a certa altura levou a mão ao coração, para agradecer o apoio.

OS DISCURSOS

Contrariamente ao que tem sucedido em algumas das celebrações anteriores, desta feita vários jogadores e outros elementos da estrutura dos Patriots puderam dirigir algumas palavras aos seus fãs.

O Presidente da Camara, Martin J. Walsh, iniciou as festividades ao dizer: "número 5! A história chegou aqui, a Boston."

O Governador de Massachusetts, Charlie Baker, falou a seguir.

"Muito simples," disse Baker. "Em homenagem ao quinto título destes New England Patriots proclamamos o dia de hoje, dia 7 de fevereiro, dia do New England Patriots no estado de Massachusetts!"

Robert Kraft, proprietário dos Patriots, foi o primeiro dos Patriots a dirigir-se à multidão.

"Este é o [título] número cinco," disse Kraft. "Nas últimas semanas muito se tem falado sobre 'GOATS'"

[Nota de redação: o termo GOAT é uma espécie de pseudónimo que significa 'Melhor de Todos os Tempos', utilizando as iniciais das quatro palavras, Greatest Of All Time.]

6372c9128a1a479ba087d70e40e4fb0f.jpg

Os aplausos interromperam-lhe o discurso, mas Kraft continuou, dizendo que "todos vocês sabem que temos o GOAT quando se refere a jogadores, o Tom Brady, temos o GOAT quando se fala de treinadores, no Bill Belichick, e quero que vocês saibam que a minha família e a nossa organização pensam que temos o GOAT de fãs no planeta!"

Os aplausos foram tão ruidosos que Robert Kraft teve que interromper o seu breve discurso.

"O que é que vocês pensam sobre podermos ter mais uma parada?," perguntou Robert Kraft.

Mais aplausos, nova interrupção.

Bill Belichickfoi o orador que se seguiu.

"Muito obrigado, muito obrigado por cá terem vindo hoje, isto foi tremendo," começou por dizer Bill Belichick. "Permitam que vos diga uma coisa, estes jogadores trabalharam mais do que qualquer outra equipa que eu tenha treinado. Eles vieram trabalhar todos os dias, e não houve dias de folga."

Os aplausos interromperam o treinador dos Patriots, que de seguida levantou a taça e repetiu 'não há dias de folga!' oito vezes antes de passar a palavra a Jonathan Kraft.

"Que sorte temos nós por termos este homem [Bill Belichick]?," perguntou Jonathan Kraft. "Quando ele diz que não há dias de folga, ele está lá [em Foxboro] 24 [horas por dia], 7 [dias por semana], 365 [dias por ano]. Desde 2000 temos sido afortunados porque ganhámos cinco Super Bowls. Pensem nisso. Cinco. E o quarterback de cada uma dessas equipas foi Tom Brady!"

As ruas tremeram com o ruído dos aplausos.

2cdbf098c34b481185136dc9dfadce62.jpg

"Mais uma," começou por dizer Tom Brady.

"Eu tinha-vos dito que íamos trazer isto [a taça] para casa e nós trouxemo-la para casa!" disse Brady, ao mesmo tempo que levantava a taça para todos verem. "Muito obrigado a vocês. Nós fazemos isto para vocês. Fazemos para nós."

Os cânticos de 'MVP [Jogador Mais Valioso]' interromperam momentaneamente Tom Brady, que depois gritou 'Let's go! Let's go!"

"Foi um esforço coletivo e estão quase todos aqui, e nós vamos desfrutar deste [titulo]," continuou Brady. "Não é fácil conquistar estas [taças]. Esta equipa deu tudo o que tinha para dar. Mas, aquele jogo foi difícl. O jogo foi muito difícil. Mas, vocês sabem que nós vamos recordar este [Super Bowl] durante o resto das nossas vidas. E nós sabemos que vocês também vão. Por isso, muito obrigado pelo vosso apoio. Nós protegemos vocês e vocês protegem-nos a nós. Nós sabemos que vocês nos protegem e este é o número cinco. É mesmo, é o número cinco."

Pouco depois começou o cântico 'nós queremos seis, nós queremos seis', antes de Rob Gronkowski pegar no microfone para perguntar: "Boston, como é que estás?"

"Querem saber uma coisa? Quando ganharmos o sexto [título] este rapaz que aqui está vai fazer parte do sexto. Esta equipa trabalha tanto para poder estar aqui. Eu adoro estes rapazes. Eu sei que não joguei [no Super Bowl], mas eu adoro pertencer a esta equipa, isto é tão incrível e vocês são os melhores fãs de todos os tempos!"

9b14d2c3adec4d9f90177502d86b3356.jpg

"Não consigo encontrar palavras, nós temos os melhores fãs do país," acrescentou James White, que foi sensacional no Super Bowl ao estabelecer um novo recorde com 14 receções. Não o podia ter feito sem os meus colegas de equipa. Aprecio o Tom Brady, Bill Belichick, colegas como Devin Mc Courty, Gronk, Tom. Não o poderia ter feito sem eles."

Matt Patricia limitou-se a dizer "pesa muito em cima, muito obrigado, apreciamos a todos vós."

Numa demonstração de que esta equipa, conforme tem sido frequentemente mencionado por Bill Belichick, é uma verdadeira fraternidade, onde todos se dão bem e lutam por louros coletivos e não individuais, Martellus Bennett pegou no microfone para chamar atenção ao feito de Nate Ebner.

"Atleta olímpico e campeão da NFL no mesmo ano, só houve uma pessoa no planeta que o conseguiu e foi o Nate Ebner," disse Bennett, seguindo-se os cânticos 'USA! USA! USA!'.

O full-back James Develin, um dos tais jogadores que passa despercebido mas desempenhou papel fundamental no jogo corrido, também não conseguiu esquecer a forma como os fãs reagiram a mais esta vitória.

"Foi incrível, em certas áreas eles continuavam a chegar, poder ver tantos fãs foi incrível. O apoio que temos recebido de toda a Nova Inglaterra e dos nossos fãs tem sido incrível," disse Develin.

Quando lhe perguntaram se o percurso não era mais longo do que em anos anteriores, Develin respondeu: "foi, mas nós podemos continuar até chegar à autoestrada porque o apoio que recebemos hoje foi fenomenal. É incrível."

Incrível é realmente a palavra certa para descrever o sucesso desta franquia, com a conquista de cinco títulos em 17 anos. O trabalho para tentar defender a taça conquistada em Houston continua já hoje, pois conforme Bill Belichick disse ontem, a equipa técnica dos Patriots parte com algumas semanas de atraso na preparação da nova equipa. Vários jogadores estão em fim de contrato, algumas posições precisam de ser reforçadas, outros têm contratos com custos proibitivos.

Enfim, muito trabalho a fazer nos dias que se seguem. Mas hoje? Hoje foi para celebrar, porque aquilo a que temos assistido tem sido histórico. Às vezes sabe bem poder apreciar.

This article has been reproduced in a new format and may be missing content or contain faulty links. Please use the Contact Us link in our site footer to report an issue.

Advertising