Official website of the New England Patriots

replay
Replay: Patriots Unfiltered Fri May 27 - 12:00 AM | Tue May 31 - 11:57 PM

Bill Belichick comenta vitória sobre o Texans e dificuldades da partida

“Foi ótimo vencer, mas não tivemos consistência na linha ofensiva”, disse o técnico.

Começar a pós-temporada com uma vitória e ir para a final da AFC é, sem dúvidas, um grande feito. Mas quando a partida tem uma sequência de erros que cedem pontos para o adversário, o clima no vestiário não é de festa, mas de uma mistura de alívio e preocupação com os desafios da próxima fase.

O Patriots venceu o Texans por 34-16 em um jogo que iniciou bem, com New England marcando facilmente dois touchdowns, mas erros e a eficiência da defesa do Houston colocaram em cheque o favoritismo do dono da casa. O Gillette Stadium silenciou em muitos momentos, com a tensão de uma sequência de faltas, passes incompletos e oportunidades perdidas. As dificuldades colocaram tensão nas entrevistas pós-jogo.

Bill Belichick, como esperado, mostrou-se satisfeito com resultado e insatisfeito com a performance geral da equipe. "Foi bom ganhar esse jogo e seguir em frente. Temos que dar créditos ao Billy (O'Brien) e ao Texans, eles jogaram muito bem! Mas vamos ter que melhorar no jogo e no treinamento para ter um desempenho melhor. O Texans nos deu muito trabalho. Nós não tivemos nenhuma consistência na linha ofensiva! Mas devo lembrar que a atuação da equipe técnica também não foi boa e a defesa também pode melhorar! Jogaremos contra outra boa defesa na próxima fase", lembrou o técnico.

A pausa nas críticas veio com comentários sobre Dion Lewis. Bellichick reconheceu a agilidade do jogador, que conquistou três TDs na partida e reforçou o trabalho duro do atleta durante a recuperação da cirurgia no joelho. Ryan Allen, Ebner, McClellin, Peter, Edelman e Hogan também foram elogiados.

Quando questionado sobre a emoção de ser finalista da AFC pela sexta vez, o técnico manteve os pés no chão. "Nesse momento, não me importo com os outros cinco anos, o que importa é a oportunidade que temos, o que podemos fazer para seguir na disputa. Podemos falar do histórico em outra hora. Agora, o importante é o time atual, é fazermos nosso melhor jogo na semana que vem. É disso que precisamos: jogar nossa melhor partida na semana que vem, melhor do que hoje", esclareceu.

Ou seja, a semana será de muito trabalho (e puxões de orelha) em Foxboro!

This article has been reproduced in a new format and may be missing content or contain faulty links. Please use the Contact Us link in our site footer to report an issue.
Advertising

Latest News

Presented by
Advertising

Trending Video

Advertising

In Case You Missed It

Presented by
Advertising