Official website of the New England Patriots

Muito respeito mútuo entre New England e Pittsburgh

Têm sido duas das franquias da National Football League com maior sucesso nos últimos anos, pois desde 1994 dividiram entre si 11 títulos da AFC, com os Patriots em vantagem, 7-4, e também conquistaram seis Super Bowls, quatro por parte da turma da Nova Inglaterra.

Talvez por isso foi palpável esta semana o respeito que existe nos dois lados em relação ao adversário que vão encontrar no domingo, em Pittsburgh.

E, claro, o sucesso não cai do Céu, requer muito trabalho e talento, algo que abunda também nos dois lados. Daí a troca de elogios.

Tudo começou na terça-feira, nas primeiras conferências de imprensa de antevisão do jogo.

ap_bill_belichick.jpg

"Bem, mais uma vez olhando para Pittsburgh, eles estão tão fortes como sempre," disse o treinador Bill Belichick. "Esta é realmente uma grande franquia que eu respeito imenso. A forma como eles fazem as coisas na sua organização, a continuidade, a regularidade que têm mostrado. Eu sei que o treinador [Mike] Tomlin dirige um grande programa. São sempre bons, eles são sempre difíceis, são uma equipa muito disciplinada. São uma equipa muito, muito boa. Eles têm muito talento e jogar no Heinz Field é sempre um grande desafio. É um grande ambiente…mas é o tipo de jogo de football que tu queres jogar, que tu queres participar como treinador, pois os Steelers são bons."

"Acho que o treinador [Bill Belichick] disse-o hoje da melhor forma, se tu gostas de football, se tu gostas de competir, não vai haver melhor lugar para estar no domingo do que em Pittsburgh," acrescentou o safety Devin McCourty. "Obviamente uma equipa de football muito boa, muito difícil em casa, um ambiente que ama o Pittsburgh Steelers. Provavelmente não encontrarás muitos fãs dos Patriots lá no domingo, por isso vai ser um bom ambiente. Vai ser um grande desafio para nós, ter de jogar fora de casa contra este tipo de equipa. No entanto aguardamos [o jogo] com prazer. É isso que faz de nós uma boa equipa de football. Tu aprendes como jogar nesses ambientes."

"Pittsburgh é uma cidade muito competitiva. A Cidade do Aço," disse o wide receiver Julian Edelman. "Estudei no Centro-Oeste [em Kent State], [Pittsburgh] fica a duas horas de onde eu estudei, e tu percebes que eles adoram o football naquela área - football profissional, football universitário, têm um football liceal ótimo. É uma zona de football. Vai haver alguma eletricidade lá. Estes são os jogos que te entusiasmam...não vou dizer que por vezes não te afeta." 

"Sim, eles têm sido uma das melhores [equipas] durante muito tempo. A história da organização dos Steelers, com tantos grandes jogadores e equipas e campeonatos, tu sabes que vais ter sempre uma briga quando jogas contra eles," concluiu Tom Brady, que curiosamente tem um excelente palmarés contra Pittsburgh, pois só sofreu duas derrotas em 10 jogos e nunca perdeu nos play-offs. "Tenho um respeito imenso por eles. Eles jogam da maneira certa."

As estrelas de Pittsburgh

Por estar lesionado, Ben Roethlisberger não estará presente neste jogo. Por isso as atenções gerais vão estar concentradas no wide receiver Antonio Brown, considerado por muitos o melhor da liga.

ap_devin_mccourty.jpg

Nos seis jogos disputados até ao momento já conseguiu 41 receções, totalizando 486 jardas e 5* touchdowns*.

"O [Antonio Brown] é um receiver fenomenal", disse Julian Edelman. "Corre rotas de forma suave, tremendas, mãos excelentes, inteligência. Ele definitivamente é um jogador que tu estudas. Muito respeito por ele."

"[Ele é] muito difícil [de cobrir]," acrescentou Bill Belichck. "Ele[Antonio Brown] tem um conjunto de habilidades incrível, muito rápido. Ele consegue quase sempre criar separação nas suas rotas. Ele tem uma técnica excelente nas suas rotas e faz um trabalho excelente a preparar essas rotas. Ele faz um trabalho muito bom ao ficar em cima dos DBs [defensive backs], quase que lhes pisa os dedos dos pés antes de entrar na sua rota, pois assim eles não conseguem ter qualquer tipo de antecipação."

Le'Veon Bell é outro jogador que tem estado em grande destaque, mas no jogo terrestre. Desde que regressou da suspensão de três jogos, imposta pela liga, Bell já acumulou 440 jardas em apenas 3 jogos, uma média de 5,5 jardas por corrida.

"O [Le'Veon] Bell é um jogador de talentos múltiplos," indicou Matt Patricia, coordenador defensivo dos Patriots. "Ele é extremamente bom nas jogadas de descida-e-distância. Muito atlético, muito rápido a criar espaços, evasivo, tem fintas de corpo muito boas que permitem escapar aos defesas, quer sejam aqueles que tentam fazer o tackle, ou os que estão a tentar fazer a cobertura."

"Oh meu Deus. Sim. Ele é um jogador tremendo, mãos grandes, apanha a bola, muito rápido, obriga os adversários a falhar, quebra os tackles, excelente equilíbrio, duro, não foge para além da linha lateral, luta para conseguir mais jardas, um grande jogador," comentou Bill Belichick. "O [Le'Veon] Bell é o melhor que vamos defrontar."

"Sem dúvida. Sem dúvida," respondeu Devin McCourty quando lhe perguntaram se Bell é dos melhores running backs da liga. "Faz tudo [bem].

O que os Steelers dizem dos Patriots

Os Steelers também expressaram grande admiração pelos Patriots e por alguns dos melhores jogadores da turma da Nova Inglaterra.

"Eles são um excelente grupo, disciplinado," disse o quarterback Landry Jones, que vai ser titular neste jogo devido à lesão de Ben Roethlisberger. "É assim que [Bill] Belichick os treina. Ele vai conseguir que jogadores que vão entrar em campo façam o que ele lhes disser para fazerem. Temos um grande desafio à nossa frente. Eles vão fazer o que eles fazem, mas para cada equipa há pequenos ajustes aqui e ali. Tenho a certeza de que eles têm algo diferente para nós no domingo e por isso vamos ter de entrar no ritmo do jogo." 

"Sabemos que temos um grande [jogo] esta semana," disse o running back Le'Veon Bell. "O New England Patriots vai ter sempre uma boa equipa. Eles são uma grande franquia, por isso são duas grandes franquias a lutar. Compreendemos a importância que o jogo vai ter, vai ser em horário nobre na TV, por isso toda a gente sabe que eles vão estar preparados,"'

Em relação à defesa dos Patriots, Bell considera que a equipa tem "uma linha defensiva muito boa. Eles jogam muito com os dois safeties adiantados, o que permite que a linha defensiva e os linebackers tenham liberdade para fazer jogadas. Eles não são batidos nos passes por cima da secundária. Tentam evitar os grandes avanços, por isso penso que nós precisamos de encontrar uma maneira de os ir desgastando e aproveitar o que eles nos derem, porque, obviamente, a defesa deles dobra mas não quebra e eles vivem à custa dos erros ofensivos."

Tom Brady surge na lista dos jogadores mais admirados.

ap_tom_brady.jpg

"O Tom Brady não tem mostrado efeitos negativos dos tempos que esteve afastado. A sua precisão [no passe] é excecional. A sua visão [de jogo] ainda é excecional," disse o treinador Mike Tomlin. "Uma das coisas que ele realmente está a fazer bem e muitas vezes passa despercebido é a sua capacidade em prolongar as jogadas quando a bola não sai com ritmo. Ele movimenta-se, encontra os [jogadores] desmarcados. Ele expande o campo tanto no horizontal como verticalmente nesses momentos. Isso tem produzido muitas grandes jogadas para eles. Temos que ser muito bons quando ele começar a fazer essas coisas. Ele faz tudo bem, mas isso é algo que é obviamente visível no vídeo e que muitas vezes é ignorado ou subestimado."

Em relação às dificuldades de cobertura do duo Rob Gronkowski-Martellus Bennett, Tomlin reconheceu que é "uma tarefa assustadora, pois eles [os Patriots] têm muitos jogadores que são elegíveis e com quem tu tens que te preocupar. Os running backs na zona vermelha, obviamente o grupo dos receivers. Eles têm alguns dos suspeitos do costume em [Julian] Edelman e [Danny] Amendola, agora têm um novo, o [Chris] Hogan. É a atitude típica do New England, ou seja que é melhor tu respeitares todos os elegíveis e compreenderes que eles estão preparados para expandir o terreno de jogo tanto na horizontal como verticalmente."

"Ele [Rob Gronkowski] é indiscutivelmente o melhor tight end da liga," concluiu o linebacker Ryan Shazier. "Eles têm o (Martellus) Bennett, que também é um grande tight end. Vai ser divertido jogar contra eles e tentar fazer todos os possíveis para os parar."

No domingo todos os elogios vão ser esquecidos e as hostilidades decerto terão início assim que soar o apito do árbitr

This article has been reproduced in a new format and may be missing content or contain faulty links. Please use the Contact Us link in our site footer to report an issue.

Advertising