Official website of the New England Patriots

replay
Patriots Replay Tue May 26 | 12:00 AM - 11:55 AM

Tom Brady regressa aos treinos e outras notas de sexta-feira

Para os fãs dos Patriots, o regresso de Tom Brady aos treinos foi o assunto de maior interesse na sexta-feira. Mas, houve vários outros temas que despertaram atenção, desde as declarações de Jabaal Sheard, que no último jogo nem sequer para o banco foi, e ainda a confirmação de que tanto Tre' Jackson como Sebastian Vollmer não vão jogar esta temporada.

Os jornalistas que assistiram ao treino de sexta-feira, não notaram nada de anormal nos movimentos de Tom Brady, por isso tentaram obter mais detalhes sobre a lesão no joelho que afastou o jogador dos dois treinos anteriores.

"Vamos incluir o Tom [Brady] na lista de lesionados como sempre fazemos, como fazemos com todos os outros," foi a resposta do treinador Bill Belichick quando lhe pediram para explicar a lesão do seu quarterback.

4950a522db3349f3904415a707b3bab6.jpg

Quando chegou a sua vez, Tom Brady limitou-se a dizer: "vamos ver."

O jornalista insistiu e perguntou se Tom Brady não estaria disposto a dar mais detalhes.

"Vamos ver. Sim, vamos ver como as coisas correm," acrescentou Brady.

E a seguir perguntaram-lhe se a lesão fora consequência do tackle de Kam Chancellor.  

"Não quero entrar muito nesse assunto," acrescentou Tom Brady. "São apenas arranhões e nódoas negras, como todos têm. É uma fase do ano difícil. Muitos dos meus colegas têm lidado com isso há muito tempo – há muito mais tempo do que eu. Estão todos a lidar com qualquer coisa. Faz parte do football."

Sobre a possibilidade da ausência dos treinos ter efeitos negativos na sua preparação para o jogo de domingo, Tom Brady indicou não ter a certeza pois já há algum tempo que não falhava treinos consecutivos.

 "Vamos ver," esclareceu Brady. "Tu trabalhas arduamente para fazeres o melhor que tu possas, seja que dia for. Se tu podes treinar, ótimo, mas se tu não tiveres oportunidade de o fazer, então é assim mesmo e tu tens que fazer o melhor que puderes para ajudar a equipa. Estou apenas a tentar fazer o máximo que posso e se tiver a minha oportunidade no domingo, então vou fazer o melhor que posso fazer."

OS ELOGIOS DOS JETS

Por parte dos Jets, só houve elogios para Tom Brady.

O treinador Todd Bowles declarou que Tom Brady é o melhor *quarterback *que defrontou na sua carreira, que como jogador ou como treinador.

"Jogar este tempo longo e [ser] tão bom... isso diz muito sobre o homem," disse Bowles. "O seu regime de treino deve ultrapassar todos os limites, e a sua ética de trabalho [é] excelente. Obviamente, na minha época [como jogador], havia o [Joe] Montana. Eu pensava que ele era muito bom. Mas como treinador, ele [Tom Brady] é o melhor que já defrontei, de longe".

"Ele é um competidor máximo," acrescentou Darrell Revis, que foi seu colega de equipa quando os Patriots foram campeões em 2014. "Ele tem sido sempre assim desde que chegou à liga. Ele continua o seu legado como sendo provavelmente o melhor quarterback que jamais pisou os relvados."

"Se muitas pessoas pudessem ver como ele trabalha tão arduamente, por detrás da porta, eu acho que teriam o maior respeito [por Tom Brady]," acrescentou Revis. "Não quero dizer que não o façam, mas se olharem para dentro da vida de Tom Brady e virem como ele trabalha duro, teriam uma maior apreciação de todo o trabalho que ele tem feito."

Ironicamente, a carreira de Tom Brady teve início devido a um incidente ocorrido num jogo entre os Patriots e os Jets. Foi em 2001, quando um tackle do *linebacker *Mo Lewis atingiu Drew Bledsoe de forma tão violenta que quase provocou a morte daquele que na altura era o titular e uma das estrelas dos Patriots. Tom Brady entrou para substituir Bledsoe e nunca mais largou o lugar.

JABAAL SHEARD À PROCURA DA REDENÇÃO

Após ter terminado contrato com o Cleveland Browns, o defensive end Jabaal Sheard assinou pelos Patriots a 11 de Março de 2015 e teve impacto imediato, pois conseguiu quatro sacks nos seus primeiros quatro jogos, terminando a época com oito. Mas, na temporada em curso a sua forma tem deixado muito a desejar, as exibições não têm agradado à equipa técnica e por isso não fez a viagem para São Francisco, isto depois de no jogo anterior frente a Seattle ter participado em apenas 16 jogadas.

20160730_jabaal_sheard_media_cf.jpg

O recado foi recebido.

Quando lhe perguntaram o que tenciona fazer para regressar aos jogos, Jabaal Sheard respondeu de forma simples.

"É só fazer o meu trabalho," respondeu Sheard. "Tudo o resto deixo ao cuidado do treinador [Bill Belichick]. Treinar no duro e quando tiver a oportunidade, jogar com determinação." 

Esta foi a primeira vez na sua carreira que Sheard falhou um jogo sem estar lesionado. No seu lugar, os Patriots utilizaram Trey Flowers, que tornou a cumprir, por isso Jabaal Sheard sabe que terá de mostrar serviço durante os treinos antes de recuperar o lugar.

"Fui para o treino e trabalhei arduamente e fiz o que pude," disse Sheard após o treino.

Jabaal Sheard agravou a situação porque foi apanhado nas redes sociais a assistir a um jogo de basquetebol, o Celtics-Warriors, em Boston, na altura em que o resto da equipa viajava para São Francisco. Para muitos, foi um ato desafiador, algo que o jogador nega. Por isso neste momento está apenas focado no jogo contra os Jets.

"Isso é o que nós fazemos aqui," disse Sheard. "Muito sinceramente temos estado focados nos Jets toda a semana, e é nisso que estou mais focado…apenas a tirar proveito de tudo o que possa fazer dentro do campo para poder jogar esta semana."

"Estou positivo," acrescentou Sheard. "Há muita energia aqui à volta. Há coisas em que tenho que trabalhar e melhorar [dentro] do campo. Ir para o campo e trabalhar, espero que eles me ativem."

"Neste momento estou apenas focado nos Jets," concluiu. 

TEMPORADA ACABOU PARA TRE' JACKSON E SEBASTIAN VOLLMER

Foi o primeiro tema da conferência de imprensa matinal, com o treinador Bill Belichick a confirmar que a temporada chegou ao fim para Tre' Jackson e Sebastian Vollmer, dois jogadores que estavam na PUP list desde a pré-temporada.

"Sim, ele não vai jogar este ano," respondeu Bill Belichick quando lhe perguntaram se a época tinha acabado para Tre' Jackson.

2016_sebastian_vollmer_headshot.png

O mesmo em relação a Sebastian Vollmer?

"Sim," respondeu Belichick, que mais não disse sobre o assunto.

O prazo para o regresso aos treinos dos jogadores que estavam na lista PUP foi na terça-feira e como nem um nem o outro foram vistos na sexta-feira de manhã, facilmente se conclui que a temporada, que para eles sem sequer começou, tinha chegado ao fim.

O contrato de Vollmer, o tackle direito que sofreu lesões no quadril e nos ombros, acaba este ano, por isso fica livre para assinar por quem quiser, mas Jackson, lesionado no joelho, tem mais dois anos de contracto com os Patriots.

Inicialmente chegou a recear-se que o afastamento dos dois jogadores pudesse ter efeitos muito negativos no trabalho do coordenador da linha ofensiva Dante Scarnecchia, que após o seu regresso declarara que parte importante do sucesso do grupo seria a continuidade. Mas até ao momento o grupo, consistindo do tackle esquerdo Nate Solder, guard esquerdo Joe Thuney, centroDavid Andrews, guard direito Shaq Mason e tackle direito Marcus Cannon, tem dado boa conta do recado.

Além disso os reservas Cameron Fleming eLaAdrian Waddle também têm deixado boas indicações.

Os dois jogadores transitam agora para a lista injury reserve.

A PUP (Physically unable to perform) list é uma designação usada na NFL para os jogadores que sofram de lesões de football, daí o nome Fisicamente Incapaz de Jogar. A lista inicial é elaborada na pré-temporada, mas depois transita para os primeiros seis jogos do campeonato.

OS PLANOS DOS JETS PARA DOMINGO

Foi interessante ler as reações de alguns jogadores dos Jets para o jogo de domingo. Assim, o* wide receiver* Brandon Marshall, que teve oito receções, totalizando 115 jardas e dois touchdowns no jogo que os Jets ganharam em Dezembro, acredita que sem intensidade a sua equipa não terá grandes hipóteses.
"Se fores para o campo com falta de intensidade, com falta de emoção, vais levar uma tareia para toda a América ver," disse Marshall numa entrevista publicado no site do clube. "Temos um ditado no balneário: o olho no céu não mente. Isso quer dizer que o que quer que faças vai ser exposto. Seja a semana 16 ou a semana 1, playoffs ou não, é a mesma abordagem."

20161024_710x380_julian_edelman.jpg

Por sua vez o cornerback Buster Skrine acredita que os Jets podem "vencer este jogo. Nós não podemos é cometer erros. Não podemos entrar em campo e cometer erros. É por isso que eles ganham."

E Skrine também sabe que vai ter pela frente Julian Edelman, uma batalha que poderá ser decisiva.

"Muitas vezes, eles colocam-no [Edelman] no lado que tem dois receivers ou no lado com três receivers e fazem uma rota de opção," indicou Skrine. "Quando enfrentas uma rota de opção, tu tens praticamente que tentar adivinhar para onde ele vai porque o [Tom] Brady vai enviar o passe assim que puder. Por isso, vai ser um grande desafio esta semana e eles têm o Dion Lewis de regresso, por isso tentam criar desajustamentos contra o linebacker."
Um dos linebackers que vai ter um baptismo de fogo será o* rookie* Darron Lee, que terá a missão de tentar neutralizarRob Gronkowski, Martellus Bennett ou Dion Lewis.
Boa sorte.

"Ele é um* rookie, por isso vai aprender algumas coisas. Tenho-o visto em perseguição, mas é uma questão de experiência," explicou o treinador Todd Bowles. "Quando tu aprendes a parte mental, melhoras nos jogos. Ele regressou duma lesão na semana passada. Fez algumas jogadas e entrou novamente em jogo. Por isso é uma questão de restruturação, de aperfeiçoar o *tackling e ver as coisas que precisa de ver."

A ver vamos, conforme disse Tom Brady.

This article has been reproduced in a new format and may be missing content or contain faulty links. Please use the Contact Us link in our site footer to report an issue.

Related Content

Advertising